XPML11 "pegou" o novo coronavírus: Shoppings serão fechados

O BTG Pactual, administrador do fundo imobiliário XP MALLS (XPML11) informou na tarde desta quarta-feira, 18 de março de 2020, que alguns shoppings do portfólio do fundo serão totalmente fechados.

O documento informou ao mercado em geral que neste momento de evolução do COVID-19, a gestão do XPML11 (XP Vista) está em contato com as administradoras dos shopping centers do portfólio do fundo para que sigam com responsabilidade as recomendações das autoridades competentes quanto às ações que busquem minimizar a disseminação do vírus.

Destacou que a prioridade neste momento é de resguardar a saúde e o bem-estar do público consumidor, colaboradores, lojistas e de toda a população.

XPML11 - Shoppings mais afetados estão nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro

Conforme as instruções dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, os shoppings do portfólio do fundo nestes locais serão fechados temporariamente até que, por decisão das autoridades, possam ser reabertos ao público, respeitando as regras impostas. São eles:

  • Shopping Cidade Jardim;
  • Catarina Fashion Outlet;
  • Internacional Shopping Guarulhos;
  • Santana Parque Shopping;
  • Shopping Cidade São Paulo;
  • Plaza Sul Shopping;
  • Caxias Shopping; e
  • Downtown.

Esse serão diretamente impactados. Os demais empreendimentos do portfólio (Shopping Bela Vista, Shopping Ponta Negra, Natal Shopping e Parque Shopping Belém) seguirão as eventuais diretrizes impostas pelas autoridades competentes e discutidas com a ABRASCE (Associação Brasileira de Shopping Centers), sendo atualmente a de manter um horário de funcionamento entre 12h00 e 20h00.

Ainda, em alguns shoppings do portfólio as praças de alimentação e restaurantes terão suas ocupações restringidas a 30% de suas lotações e os serviços de delivery das praças de alimentação funcionarão normalmente.

Essa restrição de horário não se aplica a operações específicas, cujo funcionamento seja essencial aos clientes, por exemplo centros médicos, farmácias e artigos de conveniência.

Os shoppings do portfólio têm contribuído junto as autoridades e auxiliado nas medidas para atenuar a propagação do vírus no país, adotando medidas rígidas de saúde e higienização.

O XPML11, por fim, informou que manterá o mercado tempestivamente informado sobre qualquer notícia que impacte os empreendimentos do portfólio do fundo.

-

O XP Malls é um fundo imobiliário do tipo tijolo que foi constituído em setembro de 2017 com o objetivo principal de obter renda através da aquisição e exploração imobiliária de shopping centers.

Atualmente, sua carteira de ativos está comporta por 13 empreendimentos, todos em cidades relevantes do país e geridos por empresas renomadas do setor.

xpml11

Com uma gestão ativa, o fundo possui um patrimônio de R$ 1,98 bilhões e uma taxa de administração de 0,55% ao ano adicionado a uma performance de 20% do que exceder o benchmark (IPCA +  6% ao ano).

As cotas do XPML11 fecharam o dia de hoje a R$ 68,30 chegando a uma desvalorização de 25,36%.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários