Cotistas do XPPR11 receberão seus rendimentos nesta semana



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

O Vórtx, administrador do fundo imobiliário XP Properties (XPPR11) apresentou os resultados referentes ao último mês de fevereiro/20.

De acordo com as informações do seu gestor, XP Vista, o XPPR11 iniciou suas operações em dezembro de 2019, com uma captação bruta total de R$ 432 milhões.

O XP Properties FII tem como objetivo auferir ganhos pela aquisição e exploração comercial de empreendimentos preponderantemente na área de lajes corporativas, educação e hospitais.

Para cotistas do XPPR11 em 28 de fevereiro, serão distribuídos R$ 0,52 por cota. Esse valor corresponde a um dividend yield anualizado de 6,1% em relação ao valor da cota de mercado no fechamento do mês (R$ 101,71).

xppr11

O rendimento apresentado será pago na próxima sexta-feira, 13 de março.

No mercado secundário, foram negociadas 314.346 cotas no período, movimentando um volume de R$ 33,2 milhões.

Desse montante, a liquidez média diária na bolsa foi de R$ 1,8 milhões e a cotação no mercado secundário fechou o mês a R$ 101,71 por cota.

xppr11

Carteira de ativos do XPPR11 apresenta 0% de vacância

O portfólio do XPPR11 conta com 4 empreendimentos imobiliários com uma ABL total de 36.581 m², todos 100% ocupados.

xppr11

Seus contratos de locação estão divididos em 12 operações sendo os principais o Cielo e Wework.

XPPR11 - Últimos acontecimentos

Em 14 de fevereiro/20 o fundo publicou fato relevante referente a aquisição dos conjuntos comerciais 81 e 82 do Edifício Santa Catarina, 8º andar, ambos com 516 m² de área privativa. O edifício está localizado na Avenida Paulista, nº 287, em São Paulo.

xppr11

Os Imóveis foram adquiridos pelo preço total de R$ 17.898.762,65 e foi acordado entre as partes que o XPPR11 terá direito às receitas decorrentes dos aluguéis dos imóveis desde o mês de novembro de 2019, incluindo o reembolso relativo a eventuais descontos e/ou carências.

Com isso, estima-se que os rendimentos provenientes da locação dos imóveis serão de aproximadamente R$ 0,29 por cota nos próximos 12 meses, média mensal de R$ 0,02 por cota.

Cabe ressaltar que os valores acima representam uma estimativa para o resultado operacional dos imóveis no período indicado, não sendo uma garantia de rentabilidade, destacou seu administrador.

O XPPR11, que possui cerca de 19,7 mil cotistas, é um fundo imobiliário do tipo tijolo que atua no mercado com uma gestão ativa. Atualmente, seu patrimônio líquido é de R$ 413 milhões e sua taxa de administração é de 0,95% - 0,75% ao ano, em regra de cascata conforme previsto em seu regulamento.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários