Como montar uma carteira de investimentos – Guia prático

Nos dias atuais, saber como montar uma carteira de investimentos é essencial para o investidor.

E por isso, neste artigo vamos mostrar alguns indicadores que são muito relevantes e importantes para saber como montar uma carteira de investimentos.

O objetivo de entender como montar uma carteira de investimentos é muito claro: aumentar o patrimônio do investidor conforme o tempo for passando. Analogamente, é como se o dinheiro investido nos ativos fosse uma semente e a carteira de investimentos fosse a terra. Juntos, ambos gerarão frutos ao longo do tempo.

O que é uma carteira de investimentos

como montar uma carteira de investimentos

Uma carteira de investimentos é algo essencial para quem quer começar a investir.

É nela que estarão reunidos todos os ativos financeiros que o investidor deve definir para fazer o seu dinheiro render.

Nesse sentido, todo investidor precisa estar ciente da importância de uma boa carteira de investimentos.

Quando o investidor diversifica, ou seja, reparte o capital em mais ativos, consegue maior segurança financeira, uma vez que, se estiver perdendo em um deles, pode recuperar e ganhar mais em outro, e vice-versa.

No entanto, os riscos sempre farão parte de um investimento, mas, é possível balancear a carteira para diminui-los ao máximo.

Também é importante estar sempre de olho em pontos como a sua situação e necessidades atuais como perspectivas para o curto, médio e longo prazos.

Deste modo, pode ser que em determinado momento da vida o investidor esteja mais disposto a correr riscos e, assim, alocar um percentual maior dos investimentos em renda variável por exemplo.

Contudo, em outro momento, pode ser que o investidor precise necessariamente de segurança e liquidez.

Portanto, o investidor precisa estar constantemente de olho em sua carteira de investimentos e realizar mudanças quando necessário.

Como montar uma carteira de investimentos

como montar uma carteira de investimentos

A primeira coisa que deve ser feita na montagem da carteira de investimentos é a identificação do perfil do investidor.

Sem esse primeiro passo, ficará muito difícil montar uma carteira de investimentos equilibrada, ajustada aos objetivos e que não cause ansiedade nem desconforto ao investidor.

Existem investimentos de prazo imediato, de curto prazo, de médio prazo e de longo prazo.

No entanto, existem opções em todos esses prazos para diferentes perfis.

Uma pessoa extremamente conservadora montará uma carteira dividida para todos os prazos de forma mais conservadora.

Já uma pessoa experiente montará uma carteira dividida para todos os prazos de forma mais agressiva.

É importante destacar que especialmente nas parcelas de médio e longo prazo existirão diferenças significativas.

Para complementar, após Você terminar de ler esse artigo, assista este vídeo e veja como a diversificação é importante em uma carteira de investimentos: Diversificação - Quanto mais FII, melhor.

Carteira de investimentos – Perfil do investidor

#Conservador

Não aceita volatilidade em sua carteira, procura o máximo de segurança e previsibilidade em seus investimentos, por isso costuma investir quase tudo em renda fixa.

Também não costuma investir em ações por conta da volatilidade.

E caso resolva diversificar, provavelmente vai atrás dos fundos de renda fixa ou multimercados de baixo risco.

E mesmo que deixe de ganhar, sua principal intenção é não perder o que já tem.

#Moderado

Aceita e entende o conceito da volatilidade, busca ganhos acima da média de mercado para médio e longo prazo.

Este perfil tem uma mínima exposição ao risco no curto prazo, contanto que seus objetivos estejam garantidos no médio e no longo prazo.

Quer uma geração de renda frequente e previsível, que tenha pouca volatilidade.

Pode investir uma parte do portfólio em ações ou opções e o restante, a maior parte provavelmente, em renda fixa.

#Experiente

Busca retornos acima da média de mercado para multiplicação de patrimônio.

Não se importa com oscilações negativas no curto e médio prazo.

Tolera a volatilidade da renda variável, pois sabe que, no fim, seus objetivos de valorização poderão ser alcançados.

Normalmente, investe a menor parte do portfólio em renda fixa.

Em suma, saber como montar uma carteira de investimentos requer alguns pré-requisitos. Por isso, fique atento ao investir e busque a informação e o conhecimento sempre.

Marcos Baroni
Marcos Baroni Especialista em FIIs (Suno Research)

Marcos Baroni é especialista em Fundos Imobiliários. Professor há 20 anos em cursos de Graduação e MBA nas áreas de Gestão de Projetos e Processos.

Comentários