Quem são os Stakeholders – Conceito e informações importantes



Stakeholder é um dos termos que costuma inspirar muitas dúvidas.

Por isso, é fundamental entender o que é stakeholder, visto que se trata de um fator importantíssimo para o sucesso de um negócio.

O termo Stakeholder foi criado pelo filósofo Robert Edward Freeman, em 1963, a partir de um memorando interno da Stanford Research. Stakeholders, definição, segundo ele, se referia a “grupos que sem seu apoio a organização deixaria de existir”.

A expressão é composta de duas palavras em inglês:

  • Stake: que significa interesse, risco ou participação;
  • Holder: que significa aquele que possui.

Logo, o stakeholder é aquele que possui interesse ou participação no negócio, seja ele um indivíduo ou um grupo.

Esse termo é frequentemente utilizado em áreas como:

  • Comunicação
  • Administração
  • Tecnologia da informação

Sua função é designar as pessoas e grupos mais importantes para um projeto, ou seja, a parte interessada.

A relevância de um stakeholders para uma empresa

stakeholders

A identificação e entendimento dos stakeholders pode proporcionar uma visão muito mais ampla dos processos em um negócio.

A partir delas, é muito mais fácil para que os responsáveis pelo planejamento compreendam como a empresa pode melhorar, como processos podem ser otimizados e como garantir benefícios para todas as partes envolvidas.

Os consumidores, por exemplo, estão cada vez mais exigentes.

Por isso, as empresas que visam apenas o lucro de seus acionistas são cada vez menos bem vistas.

Isso porque a preferência do público está ficando com negócios socialmente e economicamente mais conscientes.

Entretanto, quando os stakeholders de um projeto são identificados logo no início, é mais fácil avaliar restrições, riscos e requisitos envolvidos.

Isso é fundamental para tomar decisões de maneira mais eficiente.

Tipos de Stakeholders

Existem muitos exemplos de stakeholders.

Afinal, o termo engloba qualquer grupo ou pessoa que possua interesses ou assuma riscos em um determinado projeto.

Mas para facilitar o entendimento e identificação dos stakeholders, eles foram divididos em dois tipos:

  • Internos
  • Externos

Confira uma explicação mais detalhada sobre cada um deles, além de alguns exemplos, para tirar suas dúvidas:

Stakeholders Internos

Os stakeholders internos são aqueles que possuem alguma afiliação formal com a empresa. Podem ser:

  • Colaboradores
  • Gestores
  • Gerentes
  • Proprietários
  • Acionistas

Stakeholders Externos

São aqueles que, apesar de diretamente afetados pela direção dos projetos da empresa em questão, não possuem afiliação com a mesma. Veja:

  • Clientes
  • Fornecedores
  • Credores e Investidores
  • Estado
  • ONGs
  • Mídia
  • Concorrentes

Exemplos de Stakeholders

stakeholders

Identificar os stakeholders de uma empresa, negócio ou projeto é fundamental para o planejamento estratégico.

Veja alguns exemplos práticos que vemos no dia-a-dia:

  • Clientes
  • Colaboradores
  • Gestores de diversos setores
  • Concorrentes
  • Fornecedores
  • Proprietários
  • Acionistas
  • Mídia
  • Estado
  • ONGs
  • Sindicatos

Todos esses grupos podem influenciar de maneira positiva ou negativa o desempenho de um negócio.

Dessa forma, devem sempre ser considerados.

Portanto, um fato importante a destacar é que a identificação dos stakeholders é uma parte essencial no início de qualquer projeto.

Considerações

A identificação dos stakeholders pode ajudar muito no planejamento e na tomada de decisão.

Ele permite uma visão mais ampla das vantagens, riscos e aliados que determinados projetos possuem.

Com isso, é possível encontrar soluções para problemas antes mesmo que eles apareçam, tornando todos os processos muito mais eficientes. Portanto, parcerias com stakeholders que possuem interesses nos projetos podem ser a chave para o sucesso de um negócio.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários