Todo mundo tem um conhecido que investe em imóveis.

Ou é um tio, um vizinho, um amigo, enfim, investir em imóveis faz parte da cultura do povo do nosso país.

Existem pessoas que alegam que essa característica dos brasileiros se deve ao passado recente de alta inflação que passamos há algumas décadas atrás.

No entanto, embora estejamos crescendo 10% ao mês nos últimos meses em número de investidores em fundos imobiliários, a cultura do investimento em renda variável, num contexto geral, ainda não deslanchou no Brasil, isso por que, apesar do crescimento exponencial, o número de investidores ainda é muito pequeno em termos proporcionais a nossa população e bem abaixo do potencial.

Feita essa introdução, portanto, quais são as vantagens de investir em fundos imobiliários?

1- Dividendos Atrativos

Fundos imobiliários chegam a pagar de 6 a 7% (tendo-se visto patamares ainda maiores há poucos anos atrás) de Dividend Yield (relação entre o dividendo pago no ano e o preço de uma cota).

Esse número é bastante superior ao da média das ações da bolsa de valores.

Logo, se você quer receber dividendos, você deveria considerar fundos de investimentos imobiliários.

2- Dividendos mensais

A maior parte das ações de empresas negociadas em bolsa de valores paga dividendos em periodicidades maiores, como trimestral, semestral ou até anual.

Já os fundos imobiliários, em sua grande maioria, pagam esses dividendos de maneira mensal.

A vantagem do pagamento mensal é que fica mais fácil de conciliar com o orçamento familiar, e isso é fundamental para quem tem o interesse na formação de uma carteira previdenciária de investimentos.

Se a renda mensal para você é um diferencial, fundos imobiliários são uma boa opção.

3- Retorno histórico positivo

O retorno histórico dos fundos imobiliários é excelente.

Os Fiis mais representativos e com maior histórico apresentam rentabilidade superior ao CDI, uma vez que o índice de fundos imobiliários foi criado recentemente e não tem histórico de longo prazo.

4- Baixa volatilidade

Mesmo com ótimo retorno os fundos imobiliários apresentam baixa volatilidade (variação nos preços das suas cotas) quando comparado com ações.

Quando comparamos a volatilidade do Ibovespa com a volatilidade do Ifix, por exemplo, observa-se que sua volatilidade é cerca de um terço da volatilidade das ações.

5- Mais liquidez que imóvel físico

Outra vantagem de se investir em fundos imobiliários é a sua liquidez (facilidade de transformar o ativo em dinheiro e vice-versa, ou seja, facilidade de se negociar os ativos através da compra e/ou venda).

Apesar de apresentar liquidez menor que ações, os fundos imobiliários têm liquidez muito maior que imóveis físicos e é suficiente para a maioria dos investidores pessoa física.

Faça esse exercício.

Quanto tempo, em média, leva-se para conseguir vender um imóvel físico a um preço justo?

Possivelmente meses.

Já nos fundos imobiliários, muitos deles chegam a negociar milhões de reais por mês.

Além disso, é possível fracionar o investimento, ou seja: aquele que tem um imóvel de R$1 milhão e precisa levantar R$100 mil, como ele faz? Precisa vender o imóvel inteiro.

Já o investidor que tem o mesmo valor aplicado em fundos imobiliários, pode simplesmente vender cotas no valor financeiro que ele necessita.

Os baixos custos de transação também são um atrativo. Para vender um imóvel você gasta até 4% do valor em impostos e custos do corretor.

Para fundos imobiliários, o custo é bem menor, algumas corretoras inclusive transacionam fundos imobiliários sem cobrar corretagem de seus clientes, e sem a burocracia cartorial que transacionar imóveis físicos traz.

6- Isenção de IR nos rendimentos

Outra vantagem presente nos fundos imobiliários é a sua isenção fiscal.

O investidor de fundos imobiliários não paga imposto de renda sobre os dividendos recebidos.

Contudo, é importante ressaltar, aqui, que essa isenção de impostos de renda para pessoa física só se concretiza se observados os três seguintes pontos:

  • O fundo deve ter 50 cotistas, no mínimo;
  • As cotas devem ser negociadas em bolsa ou mercado de balcão organizado; e
  • O cotista não pode exceder 10% das cotas totais do fundo.

No entanto, praticamente todos os Fiis com liquidez viável para o investidor comum pessoa física atendem a esses critérios.

7- Facilidade de diversificação com pouco capital

Outra importante atratividade dos fundos imobiliário é a sua capacidade de proporcionar aos seus investidores uma diversificação de imóveis com pouco dinheiro.

A título de ilustração, ao se investir em 3 Fiis (é preciso estudar de antemão, obviamente), é possível para o investidor ter as suas fontes de receitas provenientes de mais de 30 imóveis diferentes, espalhados em diversas geografias no Brasil.

Um outro exemplo interessante é o seguinte: com R$ 1 milhão, um investidor consegue comprar um bom imóvel em São Paulo.

Com esse mesmo valor, esse investidor pode comprar cinquenta fundos imobiliários, se assim o desejar, e estes ativos vão lhe proporcionar uma diversificação muito maior, mitigando (e muito) o seu risco.

8- Maior tranquilidade

Um outro atrativo dos Fiis é a terceirização da gestão dos ativos.

Não existe trabalho, para o investidor, de fazer a gestão das propriedades, haja visto que uma gestão profissional é encarregada dessa tarefa.

Com isso, o investidor não precisa se preocupar de ir atrás de um inquilino para ocupar uma unidade vaga, ou se reunir com advogado para ir atrás de um atraso no pagamento do aluguel.

Existe uma equipe de gestão e assessores que trabalha para o fundo imobiliário, e é deles a tarefa de administrar a propriedade.

É claro que esse trabalho não é feito gratuitamente, e taxas são cobradas por parte da administração e gestão dos fundos imobiliários para a execução desse trabalho.

Contudo, até nisso o investidor pode ficar tranquilo, haja vista que tais taxas são cobradas de maneira automática na própria DRE contábil dos Fiis, sendo que o investidor já recebe os dividendos com essas taxas já pagas.

-

Deixamos de fora alguma outra atratividade dos fundos imobiliários?

Não deixe de nos responder esse e-mail e nos falar quais foram.

Conte conosco!

Rafael Campagnaro
Rafael Campagnaro Head de Conteúdo

Engenheiro por formação, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado financeiro no FIIs.com.br desde que iniciou no universo das finanças.

Comentários