Fundos mútuos – Guia de informações para investimento

O valor dos fundos mútuos é igual ao valor total do mercado de todos os ativos e moedas em que o fundo esteja alocado.

Conhecido como valor do ativo líquido, este valor dos fundos mútuos é calculado diariamente e modifica-se com a elevação ou queda no valor de mercado dos ativos em carteira, o que oferece ao investidor maior transparência.

Os fundos mútuos são aqueles tipos de investimentos que são geridos profissionalmente e que, de certa forma, mostram o desempenho de vários títulos variados como ações, títulos, dentre outros. Eles geralmente são organizados por uma empresa de consultoria com o objetivo de oferecer aos acionistas do fundo uma meta de investimento específico.

Como Investir em Fundos Mútuos

fundos mútuos

Independentemente do tamanho ou dos objetivos do investimento, adicionar títulos de fundos mútuos pode ser uma boa opção para diversificar a carteira.

Seus investimentos mantém uma estrutura de baixo custo e uma meta concentrada em investimentos.

Investidores de todos os portes e níveis de habilidade podem se beneficiar da aprendizagem de como investir em fundos mútuos.

Veja os 4 passos para investir em fundos mútuos:

  1. Selecione a instituição financeira que você planeja usar para adquirir fundos mútuos pesquisando com cuidado e solicitando referências que investem regularmente no mercado.
  2. Determine a tolerância a risco com a qual você se sente confortável e que está disposto a aceitar para seus investimentos.
  3. Diversifique os investimentos em fundos mútuos, pois isso é essencial para o êxito do desempenho.
  4. Não tente determinar o tempo do mercado. Nem os melhores especialistas conseguem determinar o tempo do mercado com certeza. O mercado subir ou descer no curto prazo não o afeta, já que seu investimento é de longo prazo.

Por que Investir em Fundos Mútuos

fundos mútuos

Fundos mútuos oferecem muitos benefícios para ajudar o investidor a atingir seus objetivos de investimento. Veja algumas vantagens a seguir:

  • Gestão profissional: Os fundos mútuos oferecem aos investidores acesso a gestores financeiros profissionais, em horário integral, que têm a habilidade, experiência, e recursos para monitorar os investimentos ativamente.
  • Viabilidade Financeira: Os investimentos iniciais na maioria dos fundos são razoáveis para o investidor em geral, e a exigência de investimentos adicionais são menores do que as de investimento inicial.
  • Diversificação: Um investimento num fundo mútuo geralmente inclui um número de diferentes ativos. A diversificação pode ajudar a reduzir o risco financeiro inerente ao investimento. Enquanto um dos ativos diminui em valor, outro investimento na carteira pode aumentar de valor.
  • Flexibilidade: Muitos fundos mútuos fazem parte de um “conjunto de fundos", e o investidor pode trocar suas cotas de um fundo para outro quando seu objetivo de investimento muda.
  • Liquidez: Isto significa que é fácil resgatar algum ou todo o valor que foi investido. Contudo, certamente o valor das cotas a ser resgatado pode ser maior ou menor do que o custo original.

Invista no longo prazo, isso trará mais vantagens e rentabilidade para o investidor.

Em conclusão, nunca decida quais fundos mútuos adquirir com base no retorno referente a menos de um ou dois anos. Esses números podem ser enganosos e não devem ser usados no caso de investimentos de longo prazo. Bons investimentos!

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários