Aprender a definir metas de investimento é uma das coisas mais importantes que você pode fazer como um novo investidor.

Pois metas de investimento ajudam você a acompanhar onde esteve, onde está e para onde está indo no que se refere a suas finanças pessoais.

Economizar para investir é uma das maiores dificuldades para quem deseja entrar no mercado de finanças, especialmente em casos onde o hábito de consumir e gastar já estão enraizados no dia a dia do indivíduo. Uma das formas mais fáceis de reverter o consumismo em economias e dinheiro para investimento é através do estabelecimento de metas de investimento.

Portanto, vamos aprender que os melhores objetivos de investimento geralmente têm três coisas em comum:

#1 Bons objetivos de investimento são mensuráveis

metas de investimento

Isso significa que eles são claros, concisos e definidos.

É como dizer para si mesmo: "Vou definir uma meta de economizar R$ 50 por semana" é útil porque você pode avaliar suas finanças e determinar se foi bem-sucedido ou não.

Em contrapartida, dizer algo como "vou estabelecer uma meta de economizar mais dinheiro a cada ano" é um tanto inútil, porque não o responsabiliza.

#2 Bons objetivos de investimento são razoáveis ​​e racionais

metas de investimento

Se você disser que quer atingir R$ 1 milhão em patrimônio pessoal até os 40 anos, pode usar coisas como a fórmula do valor do dinheiro no tempo para testar se a sua taxa de juros atual é suficiente ou não.

Pois você não vai chegar nesse objetivo deixando apenas R$ 5.000 por ano entre a idade de 18 e 40 anos a uma taxa de retorno historicamente provável.

Isso significa que você precisa diminuir suas expectativas ou aumentar a quantidade de dinheiro que você está colocando para trabalhar a cada ano.

#3 Boas metas de investimento são compatíveis com seus objetivos de longo prazo

metas de investimento

Bem, objetivos de longo prazo são sempre os mais consistentes e os que tem grandes chances de serem alcançados.

Por isso, o investidor precisa entender que é necessário disciplina, paciência e controle e seus investimentos.

Mas infelizmente as pessoas estão programadas a entender que o dinheiro é a única coisa que importa.

Na verdade, não pode ser assim. O dinheiro é uma ferramenta que deve existir para atendê-lo. Nada mais. Nada menos.

O único propósito do dinheiro é tornar sua vida melhor, para lhe dar as coisas que lhe permitem experimentar mais felicidade e utilidade.

Não é bom que você termine com milhões em sua conta se isso significa que você tem que sacrificar tudo de valor em sua vida e acabar morrendo, deixando para trás os frutos de seu trabalho para herdeiros ou outros beneficiários que são irresponsáveis ​​ou que não têm gratidão pelo trabalho que você lhes deu.

Às vezes, é melhor poupar um pouco menos e aproveitar a jornada mais do que você faria.

O truque é certificar-se de que você está equilibrando sabiamente seus desejos de longo prazo e seus desejos de curto prazo de uma forma que maximize a alegria.

Não existe uma fórmula para isso, pois somente você pode determinar quais trade-offs você está disposto a fazer.

Por fim, metas de investimentos são essenciais para atingir objetivos financeiros e sonhos. Por isso, deixo aqui uma dica: poupe e invista, mas não seja insensato ao ponto de deixar de viver por isso.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários