Na última segunda-feira (7), a Riza Asset Management, gestora do Riza Arctium Real Estate (ARCT11) e do Riza Akin (RZAK11), comunicou a contratação da XP Investimentos como formador de mercado - ou market maker - para o fundo. Mas afinal, o que é um formador de mercado e qual a necessidade deste profissional em um fundo de investimento imobiliário? 

De acordo com a B3, o formador de mercado é uma pessoa jurídica que se compromete a manter ofertas de compra e venda de forma regular e contínua durante a sessão de negociação na bolsa. Sua função básica é fomentar a liquidez dos ativos, de forma a facilitar os negócios para os investidores e diminuir os movimentos artificiais nos preços dos produtos.

Desta forma, cada formador de mercado pode atuar em mais de um ativo, podendo exercer sua atividade de forma autônoma ou contratado pelo emissor dos valores mobiliários. 

Em outras palavras, o market maker pode exercer sua função em qualquer mercado listado na bolsa de valores, sempre com o foco em garantir a liquidez, diminuir o spread de negociação dos ativos e assim, facilitar a “vida do investidor”. 

Na prática, o formador de mercado busca o “melhor preço” no book de ofertas

Na explicação de Pedro Barbiato, ex-formador de mercado da Modalmais, “o market maker tem a função de comprar quando o mercado quer vender e vender quando o mercado quer comprar”. Na prática, o formador de mercado busca identificar posições muito grandes em determinados ativos, entrando com a posição contrária para, assim, diminuir o spread

O exemplo dado por Barbiato ajuda a ilustrar o papel do market maker no mercado secundário. Se no book de ofertas o profissional identifica um “[...] movimento ‘muito contrário’ àquela posição e com uma visão muito diferente do mercado, ele provê a liquidez suficiente para não deixar que aquela posição afete negativamente o preço para aquele momento do mercado”. 

Obviamente, as ofertas do market maker precisam estar em condições de igualdade com as demais ofertas do mercado, pelo menos é o que afirma a publicação da B3 sobre o tema. Em outras palavras, o fechamento de negócios precisa obedecer aos critérios de melhor preço e ordem cronológica de registro. 

Para facilitar a atividade do formador de mercado, a B3 pode oferecer vantagens de custo nas negociações realizadas pelo mesmo, como por exemplo, isenção em emolumentos e taxas de negociação. Até porque, fazer ordens de compra ou venda para “regular” o spread tem um preço, que dependendo do mercado e da ocasião pode ser alto.

Market maker e o mercado de FIIs

De certa forma, a contratação de um formador de mercado por uma Asset é interessante para o crescimento do fundo no mercado secundário. Na verdade, com a atuação deste profissional, o fundo pode reduzir seu spread de negociação e ter suas cotas negociadas por um preço menos distorcido. 

Ou seja, com maior liquidez e melhores oportunidades de negócios, o formador de mercado pode contribuir para o aumento de negociação das cotas, ajudando em sua valorização e crescimento constante.