O FII Pátria Logística (PATL11), com gestão da Pátria Investimentos, divulgou nesta sexta-feira (27) os resultados e rendimentos do mês de julho. Como complemento, o fundo detalhou sobre a compra de dois imóveis logísticos. 

Em relação ao mês de julho, o PATL11 distribuiu o valor de R$ 0,57 por cota aos investidores. Este valor corresponde a um dividend yield de 8,4% a.a. aos níveis de preço do final de julho e 9,2% a.a. nos níveis atuais da cota (base 26/08/2021). Confira abaixo:

PATL11

A gestora reforçou que seu objetivo é manter o patamar de R$ 0,57 por cota pelo menos até o final do ano de 2021.

Além disso, a Pátria Investimentos explicou a pequena redução da receita imobiliária de julho, que foi consequência da assinatura da renovação do contrato com a Xerox com novo preço de aluguel.

Também, houve o aumento de despesas operacionais do fundo relacionado aos custos de diligência dos imóveis que estão em período de exclusividade para aquisição. A gestora avisou que, a partir das futuras transações, “essas despesas serão estornadas com respectiva ativação dos valores nos imóveis, melhorando o resultado”.

Em relação ao mercado secundário, a cota do PATL11 fechou o mês de julho na B3 com o valor de R$ 81,85.

A gestão acredita que que o está “entregando de maneira sustentável um dos maiores dividend yields e um P/BV menor do que a média dos FIIs logísticos no mercado”. Confira no gráfico abaixo:

Fatos relacionados ao portfólio do fundo

O fundo concluiu em julho duas transações importantes para seu portfólio: dois galpões logísticos em Jundiaí de alta qualidade, Ativo Logístico Jundiaí 1 e Ativo Logístico Jundiaí 2. 

O Ativo Logístico Jundiaí 1, com ABL de aproximadamente 10 mil m², é um imóvel monousuário e está 100% locado para inquilino sólido e com operação logística consolidada no ativo. A compra, cujo valor aproximado é de R$ 27 milhões, deve ser concretizada em breve. 

O Ativo Logístico Jundiaí 2 também é monousuário e está 100% locado para inquilino recém instalado, com operação logística robusta. A transação possui valor aproximado de R$ 25 milhões e também está em vias de concretização. 

O fundo utilizará recursos do caixa e, possivelmente, “algum instrumento de alavancagem se fazendo valer do portfólio atual de ativos A+ e alto percentual de contratos BTS (80% da receita imobiliária)”, disse a gestão. 

A Pátria Investimentos estima que as transações devem trazer impacto positivo de R$ 0,02 por cota no resultado mensal do fundo. 

Conheça o PATL11

O objetivo do FII Pátria Logística é a obtenção de renda e eventual ganho de capital através da seleção, aquisição e administração ativa de um portfólio de imóveis logísticos e industriais, construídos ou em construção.  

Desta forma, o fundo possui patrimônio líquido de R$479 milhões e possui 4.991.535 cotas emitidas. 

Para quem deseja investir no PATL11, o valor patrimonial da sua cota é de R$96,06, sendo sua taxa de administração de 1,13%a.a. sobre patrimônio líquido ou valor de mercado do fundo se o fundo fizer parte de índice de mercado (IFIX).