RURA11 distribui R$ 19,7 milhões em dividendos e tem retorno anual de 15,8%

O Fiagro RURA11 divulgou informações sobre seus resultados em relatório gerencial do mês de abril. Confira todos os detalhes

RURA11 distribui R$ 19,7 milhões em dividendos e tem retorno anual de 15,8%
VGIA11 liderou mercado em janeiro - Foto: Freepik

O Fiagro RURA11 divulgou um novo relatório gerencial, referente ao mês de abril, em que reportou uma distribuição de 19,7 milhões em dividendos, sendo R$ 0,123 por cota, pagos na última quarta-feira (8).

Com esse resultados, os rendimentos do RURA11 apresentaram uma alta de aproximadamente 19,39%. Em março, a distribuição mensal do Fiagro foi de R$ 16,5 milhões. Na ocasião, o Fiagro havia distribuídos aos acionistas o valor de R$ 0,103 por cota.

Dessa forma, considerando a cota patrimonial como base, a distribuição atual corresponde a um retorno de 1,2% ao mês, ou 15,8% ao ano.

A gestão do Fiagro RURA11, por sua vez, afirmou ter encerrado o período com 99% de seu patrimônio alocado em crédito Agro.

Diante disso, o fundo destacou que pretende seguir com uma carteira estrutural diversificada entre devedores, garantias, setores de atuação/cultivo e disparidade geográfica.

Mais sobre o Fiagro RURA11

Após realizar uma alocação em nova operação com uma cooperativa agrícola, que atua principalmente com Amendoim e Cana no estado de São Paulo, o RURA11 afirmou que sua carteira segue saudável e sem perdas.

Em relação ao Rio Grande do Sul, o fundo disse ter apresentado um destaque positivo de produção na última safra de verão, uma vez que apresentaram condições climáticas mais favoráveis na época.

Atualmente, como as lavouras já estavam perto do fim de serem totalmente colhidas, os impactos não devem ser tão grandes para a produção total do estado, mas não deixa de ser um ponto de atenção, conforme avaliação do gestor do fundo.

“No RURA11, temos uma exposição de apenas 1,0% do PL no estado, em uma revenda agrícola, lastreada em uma carteira pulverizada de produtores rurais de diferentes regiões do estado, com maior foco na região oeste que foi menos impactada, e com uma subordinação de 35%, o que nos dá uma segurança maior de que não teremos perdas de crédito”, pontuou.

Com isso, o RURA11 destacou no documento que irá monitorar o cenário com maior cautela e atenção, e que estão confiantes na resiliência do setor Agro como um todo.

Tags
Quer construir uma carteira de Fiis alinhada com os seus objetivos? Clique aqui e fale agora mesmo com um especialista.
foto: Vanessa Loiola
Vanessa Loiola

Jornalista formada pela PUC-SP e pós-graduanda em jornalismo de dados, automação e data storytelling pelo Insper. Possui experiência na cobertura das editorias de economia, finanças, bolsa de valores, política, setor elétrico, eletromobilidade e entretenimento.

últimas notícias