O Vectis Juros Real (VCJR11), representado por sua gestora Vectis Gestão, informou os resultados do fundo referentes a novembro. Além disso, o fundo divulgou sua intenção de fazer nova emissão de cotas. 

O fundo distribuirá o valor de R$ 1,45 por cota referente ao mês de novembro. Esse valor será pago no dia 13 de dezembro.  

O dividendo a ser distribuído representa uma rentabilidade líquida de 247% da taxa DI no período para a cota média da 1ª e 2ª emissão e um dividend yield de 19,7% sobre a cota de fechamento de 30 de novembro, no valor de R$ 96,20. Confira abaixo:

A gestora disse que o VCJR11 mantém 96% do seu patrimônio alocado em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), distribuído em 20 diferentes operações e 1% do PL alocado em um FII. 

Os 3% restantes compõem o caixa do fundo, estando aplicados em ativos de liquidez diária e serão utilizados para potenciais novas operações. 

Emissão de cotas

A gestão pretende realizar no dia 09 de dezembro de 2021 uma Assembleia Geral de cotistas para aprovar uma nova emissão de cotas do VCJR11. 

A nova emissão será de até R$250 milhões (oferta base), e os recursos serão alocados em novos investimentos imobiliários já identificados e em processo de estruturação ou due dilligence, conforme política de investimento do Fundo. 

Reafirmamos que o Fundo continua com sua carteira imobiliária saudável – sem inadimplência e sem eventos adversos em suas operações e suas respectivas garantias, além de ótima performance. 

Conheça o VCJR11

O Vectis Juros Real é um fundo do tipo papel, com investimentos aplicados em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Letras Hipotecárias (LH) e outros ativos financeiros imobiliários. 

Desta forma, o  VCJR11 paga rendimentos mensais a seus cotistas e busca acompanhar a rentabilidade da NTN-B + 1 a 3% a.a. O fundo possui patrimônio líquido de R$1,09 bilhão e tem cerca de 7.486 cotistas. 

Para quem deseja investir no VCJR11, o valor patrimonial de sua cota é R$93,94 sendo sua taxa de administração de 1,60%a.a. sobre patrimônio líquido.