Investir é algo que se tornou essencial para quem busca realizar objetivos e sonhos. Por isso, uma carteira de investimentos bem diversificada faz toda diferença.

Ter uma carteira de investimentos traz muitas vantagens ao investidor, pois, é um passo importante para redução de riscos, elevação do potencial de ganhos e para criação de estratégias de rendimentos.

Podendo também ser chamada de cesta e portfólio de investimentos, a carteira de investimentos reúne todos os ativos financeiros que o investidor escolhe para fazer seu dinheiro se multiplicar, tanto em renda fixa quanto variável. Em suma, é o conjunto de aplicações do investidor, seja pessoa física ou jurídica.

Carteira de investimentos – Objetivos e metas

carteira de investimentos

É muito importante que o investidor conheça seus objetivos de vida e ciclos de cada potencial investimento.

Por isso, é necessário saber em que fase o investidor está para dar início ao ciclo.

Muitas vezes estamos em uma fase de acúmulo de patrimônio.

Por exemplo, quando tudo que queremos é conseguir mais dinheiro e mais bens.

Normalmente esta fase acontece quando somos mais jovens e pensamos com uma visão de longo prazo.

Neste caso dá até para arriscar mais e a carteira pode contar com investimentos que oscilem um pouco mais e tragam maiores possibilidades de ganhos.

Por outro lado, se estivermos em uma fase de preservação do patrimônio, provavelmente vamos priorizar a segurança em detrimento dos ganhos financeiros.

Desta forma, a carteira terá que espelhar esta fase da vida e os rendimentos das aplicações provavelmente servirão para complementar a renda.

Nesse sentido, podemos separar os ciclos financeiros da vida em três fases e é importante que o investidor entenda em qual deles está antes de formar a sua carteira. São eles:

  • Fase 1 – Acúmulo de patrimônio
  • Fase 2 – Rentabilização
  • Fase 3 – Preservação do patrimônio

Carteira de investimentos – Perfil do investidor

Depois de saber a fase do ciclo financeiro em que o investidor se encontra, conhecer o seu perfil será fundamental para montar uma carteira de investimentos de acordo com o que você deseja e precisa.

Esse indicador ajudará a definir se está disposto a correr mais ou menos risco nos investimentos.

Sendo assim, veja três dos principais perfis, e defina qual se adequa mais a seu modelo de investimento:

  • Conservadores: Sempre tenderá a preferir investimentos de renda fixa, pois afirma estar mais seguro e que não há possibilidade de perder dinheiro com estas aplicações.
  • Moderados: Busca tirar vantagem de todas as possibilidades, aceitando tomar um pouco de risco, mas diversificando a carteira para proteger a maior parte dos ativos.
  • Arrojados ou Experientes: Buscam retornos acima da média e não se importam com oscilações de curto prazo, pois sabem lidar melhor com as perdas e riscos.

Carteira de investimentos – Escolha o prazo para a aplicação

carteira de investimentos

Além da tolerância ao risco e à volatilidade, um fator muito importante a considerar nos investimentos é o prazo para seu retorno.

Por isso, ao considerar esse tempo, lembre-se que, mesmo que o investidor almeje rendimentos no curto prazo, deve encarar a sua carteira de investimentos pensando sempre no longo prazo.

  • Curto prazo - Envolve investimentos de duas semanas a dois anos. É o tipo de prazo que iniciantes devem evitar.
  • Médio prazo - De dois a cinco anos. A redução de riscos é mais fácil de ser alcançada.
  • Longo prazo - Superior a cinco anos, é o horizonte que todo investidor deve mirar para sua carteira de investimentos.

Definitivamente, saber montar uma carteira de investimentos faz toda diferença para o investidor. Por isso, busque informações e seja paciente, pois, escolhas erradas podem trazer frustrações e prejuízos. Bons investimentos!

[VÍDEO BÔNUS] - Veja porque é importante diversificar uma carteira de investimentos.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários