Carteira diversificada de investimentos é o segredo para reduzir riscos

Uma carteira diversificada de investimentos é a melhor opção para mitigar os riscos envolvidos nos mesmos, e assim garantir rentabilidade no longo prazo.

Além do mais, existe uma máxima no mundo dos investimentos que “não se deve colocar todos os ovos em uma mesma cesta”. Este fato corrobora para que o investidor tenha uma carteira diversificada de investimentos, visto que, se um investimento vai muito mal, os outros “seguram a barra” do seu patrimônio.

Diversificar significa evitar que todo o seu capital esteja exposto a um único tipo de risco. Por exemplo, se você possuir ações de uma única empresa, se essa empresa entra em recuperação judicial você “quebra” junto com ela, por possuir um único ativo em seu portfólio. Contudo isso não acontece se você tiver uma carteira diversificada de investimentos.

Veja a seguir alguns tópicos que iremos abordar sobre diversificação:

  • Qual a importância de diversificar nos investimentos
  • Qual a maneira correta de diversificar seus investimentos
  • Quais os tipos de diversificação dos investimentos

É de suma importância que um patrimônio seja construído de acordo com os objetivos do investidor. Continue lendo e descubra as nuances da diversificação nos investimentos.

1.    Qual a importância de se diversificar nos investimentos

Carteira diversificada de investimentos

Primeiramente é necessário ter em mente que é impossível prever o que acontecerá com um investimento no longo prazo, mesmo que ele seja de renda fixa.

Há um tempo atrás aconteceu no Brasil um episódio emblemático de confisco de fundos da Poupança pelo governo, episódio esse que deixou a maioria da população desesperada.

Ou seja, nem os investimentos de renda fixa, que possuem baixíssimo risco, estão imunes a acontecimentos ruins inesperados.

Além do mais, a volatilidade do mercado e o cenário macroeconômico são complicados de prever 100% das vezes, o que gera incertezas ao longo do tempo.

Mesmo os melhores analistas de mercado não conseguem prever com exatidão o movimento do mercado de capitais, e qual será o investimento mais rentável.

Por isso, é arriscado colocar todo o seu dinheiro em um único ativo. Imprevistos podem acontecer.

Se você estiver prevenido, passará pelos imprevistos de forma serena e confiante de que está ocorrendo tudo bem com seus investimentos.

2.    Qual a maneira correta de diversificar seus investimentos

O primeira fato que o investidor deve entender é que não adianta diversificar escolhendo produtos muito semelhantes, de diferentes emissores.

Por exemplo, não adianta você adquirir cotas de 2 fundos de investimento do mesmo setor, ou comprar 2 ações do mesmo setor achando que está diversificando seu portfólio.

O risco atrelado a investimentos da mesma natureza e setores é praticamente o mesmo.

Portanto, ao diversificar, é importante que o investidor procure os melhores investimentos em diferentes classes de ativos, mercados e segmentos.

3.    Quais os tipos de diversificação dos investimentos

Carteira diversificada de investimentos

Segue abaixo alguns tipos de diversificação praticados por investidores:

  • Diversificação por classe de ativos: Existem inúmeras classes de ativos, e cada uma delas têm sua particularidade em relação ao funcionamento e rentabilidade. Por exemplo: ações, debêntures, fundos de renda fixa, fundos imobiliários, etc. Alguns têm rentabilidades garantidas e estabilidade, outros a rentabilidade é variável e podem ser muito rentáveis, como as ações por exemplo, porém o risco envolvido na aplicação é maior e por isso demandam um tempo de estudo maior.
  • Diversificação por diferentes regiões geográficas: As aplicações podem variar de acordo com diferentes regiões geográficas, principalmente quando falamos de ações e fundos imobiliários. Nesses casos é de suma importância o estudo mais aprofundado sobre o ativo preterido, e assim garantir um bom investimento.
  • Diversificação de acordo com câmbio: Outra forma de diversificar é adquirindo ativos atrelados a outras moedas como o Dólar Americano e o Euro. Esses ativos são excelentes formas de proteção para um eventual solavanco da macroeconomia.

Carteira diversificada de investimentos - Concluindo

Assim como em várias áreas da nossa vida, a diversificação existe para que possamos mitigar os riscos e trazer mais estabilidade nos investimentos.

O que mais queremos, afinal, é chegar em um momento de nossas vidas em que o dinheiro trabalhe para nós. Para isso, ter uma carteira diversificada de investimentos é de suma importância.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários