Você possui algum imóvel próprio?

Se sim, você liga para o seu corretor diariamente – ou, pior, várias vezes ao dia – perguntando se houve alguma variação no valor do seu imóvel?

Acredito que sua resposta deva ser “não”, correto?

Uma atitude dessas soa até como um ato de insanidade.

No entanto, é exatamente isso que muitos investidores de fundos imobiliários fazem todos os dias.

A diferença é que, ao invés de ligarem para os seus corretores, ligam a tela do seu monitor – ou celular – para acompanhar a variação dos preços dos seus ativos na bolsa de valores através do home broker.

Que sentido existe nisso?

É absurda a quantidade de perguntas que recebemos todos os dias no seguinte sentido:

“Por que o fundo imobiliário XXXX11 caiu X% hoje? ”

Obviamente que existem casos que uma notícia relevante possa ter impactado a conjuntura operacional de médio prazo daquele Fii e isso pode ter refletido em uma variação pontual no preço de suas cotas no mercado.

Mas na grande maioria das vezes, essas variações acontecem devido a existência de mais investidores querendo comprar um fundo imobiliário do que investidores querendo vender (o que faz com que o preço de cotação tenda subir) e/ou vice-versa, o que ocasiona a queda dos seus preços.

É a famosa lei da oferta e demanda.

Simples assim.

No mercado de capitais, grande parte das vezes não existe uma lógica racional por detrás das variações de preços dos ativos no curto prazo.

Diante disso, nós, investidores de valor com o foco no longo prazo, devemos nos policiar o máximo possível para evitar a entrada nesses famosos acontecimentos, muitas vezes citados como “efeito manada”, que é quando as pessoas replicam as atitudes de outras pessoas (compram e/ou vendem seus ativos) sem se darem o trabalho de se questionarem se aquilo faz sentido, de fato, ou não.

Se prestarmos mais atenção a esse tipo de comportamento, rapidamente iremos perceber que, no fim do dia, isso é excelente, pois faz com que janelas de oportunidades sejam abertas aos investidores focados no que realmente importa, que é a formação de um patrimônio voltado para a geração de renda passiva no futuro.

Portanto, poupe parte da sua geração de receitas mensal, atente-se aos fundamentos dos ativos, compre-os a bons preços e reinvista os dividendos.

Repita esse processo indefinidamente.

Paralelamente, abra o quanto menos o seu home broker.

Ao invés disso, vá ler um livro, ou fazer uma caminhada, ou use esse tempo ficando mais próximos dos seus familiares e das pessoas que você gosta.

Com certeza o seu nível de estresse irá diminuir e você tenderá a tomar menos atitudes precipitadas no decorrer do tempo.

Isso fará com que o seu patrimônio cresça exponencialmente com o passar dos anos, juntamente com a sua capacidade de geração de renda passiva.

Faça isso.

Dê um descanso ao seu corretor (ou melhor, ao seu home broker) e viva melhor.

Os efeitos dessa decisão serão recompensadores!

Conte conosco.

Rafael Campagnaro
Rafael Campagnaro Head de Conteúdo

Engenheiro por formação, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado financeiro no FIIs.com.br desde que iniciou no universo das finanças.

Comentários