Introdução aos Fundos de Investimento Imobiliário | FIIs

Para auxiliar o investidor, neste artigo vamos mostrar uma breve introdução aos fundos de investimento imobiliário.

No entanto, devemos esclarecer que este conteúdo é bem amplo e a introdução aos fundos de investimento imobiliário irá apresentar algumas definições que se fazem importantes para o conhecimento do investidor.

Atualmente, investir tem se tornado algo necessário, pois vivemos em momentos que não podemos contar muito com a assistência que o governo oferece depois de realizado a jornada de trabalho. Com isso, investir é algo que precisa ser colocado em prática e nesse contexto, a introdução aos fundos de investimento imobiliário irá mostrar um grande modelo de investimento que poderá contribuir muito para o investidor.

Fundos de Investimento Imobiliário – FIIs

introdução aos fundos de investimento imobiliário

Os fundos de investimento imobiliário, também conhecido como FIIs, são uma excelente alternativa de investimento.

É uma forma de investir com pouco recurso de maneira rápida e eficiente.

Através dos FIIs é possível investir em imóveis de qualidade, com garantia de alugueis para grandes empresas e sem se preocupar com impostos.

Os fundos imobiliários são uma ótima opção para quem deseja investir em negócios imobiliários, seja na construção de empreendimentos, em imóveis prontos ou em títulos financeiros imobiliários.

Os FIIs são fiscalizados pela CVM e administrado por instituições financeiras.

São negociados através de cotas, que totalizam o valor mobiliário do fundo.

Toda essa parte de negociação das cotas ocorre através da bolsa de valores B3, de forma muito parecida com a negociação com ações.

O lucro dos detentores das cotas pode vir tanto da valorização das mesmas, como também do pagamento dos rendimentos gerados por aluguéis.

Vale lembrar que no mínimo 95% do lucro líquido do fundo é distribuído aos cotistas.

O que são fundos de investimento imobiliário

introdução aos fundos de investimento imobiliário

Popularmente conhecidos como FIIs, os Fundos de Investimento Imobiliário, como o próprio nome diz, é um fundo com cotas negociadas na bolsa de valores.

É, portanto, um investimento em renda variável.

Os cotistas unem seu capital para investir no mercado imobiliário, seja diretamente em imóveis residenciais ou comerciais prontos para o aluguel, ou na incorporação e desenvolvimento de área, para futura construção e venda.

Podem também investir em instrumentos de renda fixa com lastro em imóveis como os CRI (Certificado de Recebível Imobiliário) ou em LCI (Letra de Crédito Imobiliário).

Diferentemente dos fundos de investimento tradicional, que são oferecidos pelos bancos, os FIIs são fundos fechados no sentido do resgate das cotas.

A compra e venda é feita diretamente de investidor para investidor.

Ou seja, toda vez que há algum negócio, há uma parte compradora e outra vendedora.

Cabe à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), o papel de fiscalização do mercado de capitais, tanto de ações como de fundos.

Os fundos de investimento imobiliário vêm a mercado através dos IPO (Initial Public Offering).

O administrador, que geralmente é uma instituição financeira, define o perfil do fundo, assim como tipos de ativos alvo, regulamentos e normas.

O prospecto inicial com as datas de liquidação, período de captação e início de negócios é publicado na bolsa, com todas informações sobre o fundo que está vindo a mercado.

Após sua publicação, o administrador e distribuidores parceiros da oferta, geralmente corretoras, captam o dinheiro pretendido pelo fundo e alguns dias após a data liquidação, o fundo tem seus negócios iniciados na bolsa.

Se no período de captação o mínimo pretendido pelo fundo não é alcançado, o fundo é dissolvido, e então, o dinheiro devolvido aos investidores.

Considerações

Os fundos imobiliários são o instrumento mais eficiente para qualquer tipo de investidor que deseje ter acesso ao investimento em negócios de base imobiliária, de maneira fácil, rápida e com pouco recurso.

Por isso, essa introdução aos fundos de investimento imobiliário traz ao investidor apenas o interesse para procurar saber mais, pois é necessária informação e uma boa analise antes que o investimento seja feito.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários