O que é investimento – Guia do investidor iniciante

Talvez você imagine que gastar menos do que se ganha para aplicar o excedente seja a definição de o que é investimento.

No entanto, a grande questão é que, nem todas as pessoas sabem de fato, o que é investimento.

Mas afinal, o que é investimento? De maneira ampla, investimento é um desembolso em que há a expectativa de certo ganho ou resultado futuro. A partir desse raciocínio, vários itens podem ser considerados como capital para investir: tempo, energia, atenção e assim por diante. Contudo, quando se fala de finanças, investimento é aplicar dinheiro para que ele produza rendimentos no futuro.

Um investimento contempla três variáveis:

  • O rendimento esperado – quanto se espera ganhar
  • O risco aceitado – que probabilidade há de obter o rendimento esperado
  • O horizonte temporal – quando se irá obter lucros

Investir x poupar

o que é investimento

Uma boa maneira de compreender exatamente o que significa investir é diferenciar esse conceito da ideia de poupar.

Investir é uma coisa, poupar é outra.

Para uma pessoa dizer que está investindo, não basta separar parte da renda para aplicar na caderneta de poupança.

Iniciativas desse tipo carregam a lógica da multiplicação de riqueza, mas contêm um descuido na parte estratégica.

Devemos lembrar que a poupança é uma alternativa pouco eficiente no atual cenário da renda fixa.

Por isso, investir pressupõe o entendimento de que existem opções melhores, ou mais eficientes, para alocar o excedente de recursos.

Esse cuidado na escolha dos produtos financeiros permite acelerar o processo de enriquecimento sem abrir mão da segurança.

Portanto, podemos dizer que investir passa pela ideia de comprar barato e vender caro.

Bons investidores extraem o maior lucro possível dentro da estratégia estabelecida e dos objetivos a serem atingidos.

Por que investir?

o que é investimento

A princípio, a resposta para essa pergunta parece simples: ganhar mais dinheiro.

Mas para quê ganhar mais dinheiro? Isso pode variar de pessoa para pessoa.

Alguns querem adquirir a casa própria, outros desejam uma vida tranquila após a aposentadoria e assim por diante.

Sobretudo, a maioria desses objetivos está relacionada à segurança financeira.

A nossa vida é cheia de imprevistos.

Às vezes acontecem situações em que a falta de dinheiro é um limitador para resolver um problema inesperado.

Portanto, por mais que você considere que não tem objetivos ou metas a serem realizados, o simples motivo de ter uma reserva financeira para situações de emergência pode ser uma boa razão para investir.

Então, traçar objetivos é essencial para o planejamento financeiro e deve ser sempre o primeiro passo para quem pretende ser um investidor de sucesso.

Considerações

O sucesso nos investimentos não vem da noite para o dia, requer dedicação e disciplina.

No caso de o investidor não ter tempo para se dedicar aos estudos do mercado financeiro, existe a opção de contratar um profissional ou uma empresa para gerir sua carteira.

Portanto, a receita para prosperar envolve um raciocínio bastante simples: gastar menos do que se ganha e investir bem a diferença.

Por fim, quem entende em toda sua profundidade o que é investimento, tem tudo para pavimentar seu caminho rumo à independência financeira.

Rafael Campagnaro
Rafael Campagnaro Head de Conteúdo

Engenheiro por formação, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado financeiro no FIIs.com.br desde que iniciou no universo das finanças.

Comentários