Vai construir ou reformar? Saiba o que é retrofit



Você que gosta de investir em fundos imobiliários, sabe o que é retrofit quando o gestor fala nas assembleias sobre as reformas dos imóveis?

Pois bem, se você não sabe o que é retrofit, este artigo irá mostrar de forma clara e objetiva qual é o seu conceito e suas principais características.

Pense em uma solução para construções abandonadas e antigas ou sem condições de utilização. Agora imagine uma reforma sendo feita na qual envolve uma série de ações de modernização e readequação das instalações. Isso que é retrofit, seu objetivo é preservar o que há de bom na construção existente e adequá-la às exigências atuais.

Principais objetivos do retrofit

o que é retrofit

Como já dito, o principal objetivo de um retrofit é a modernização do empreendimento.

No entanto, também pode ser usado para adequação ou atualização dos edifícios.

Porém, o foco está sempre em cumprir novos usos ou até atender novas exigências técnicas e de normatizações.

Além disso, revitalizar e preservar os aspectos e componentes arquitetônicos e peças originais.

Veja quais são os principais objetivos de um retrofit:

  • Melhoria estética arquitetônica: atualização de fachadas com uso de novos revestimentos como as proteções solares, que promovem melhorias no conforto térmico do ambiente interno.
  • Atendimento da legislação vigente: normas de acessibilidade e proteção contra incêndio e outros perigos.
  • Uso de novas soluções tecnológicas para facilitar a manutenção.
  • Possibilitar maior eficiência energética, como por exemplo em sistemas de iluminação e condicionamento artificial.
  • Promover a valorização da edificação no mercado imobiliário.
  • Favorecer a sustentabilidade da arquitetura, pelo reaproveitamento de edificações já existentes, prolongando sua vida útil.

Vantagens do retrofit

o que é retrofit

Uma das principais vantagens do retrofit é a possibilidade de readequar um ativo imobiliário adicionando funcionalidade e modernidade.

Além disso, é possível ganhar tempo nas aprovações e execuções, visto que não há a necessidade de se preparar um terreno ou fazer a fundação.

Como a estrutura já está pronta, basta manter o principal do imóvel e, com isso, preservar e modernizar as instalações.

Retrofit no Brasil

No Brasil, a demanda para o retrofit aumentou nos últimos anos não apenas por causa da preocupação crescente com o patrimônio histórico.

O que também ocasionou essa busca, foi a opção de conservação e melhoria do patrimônio em áreas de potencial construtivo esgotado.

Como exemplo, temos as regiões centrais de algumas capitais e metrópoles.

Entretanto, uma das razões pela intensificação deste tipo de projeto se deve à escassez de terrenos com boa localização e à especulação imobiliária.

Tipos de retrofit

Esses são os cinco tipos de retrofit mais utilizados atualmente no mercado de imóveis.

  • Atualização da edificação com sistemas de segurança, informática e telefonia;
  • Instalação de ar-condicionado central e sistemas de iluminação;
  • Reforma da portaria, hall e elevadores;
  • Programação dos andares; e
  • Modernização da fachada.

As etapas de uma reforma de retrofit também podem ser distribuídas. Veja algumas delas:

  • Demolição controlada;
  • Reforço de estrutura;
  • Fechamento;
  • Acabamentos;
  • Substituição e modernização de elétrica;
  • Telefonia e dados;
  • Hidráulica e ar condicionado;
  • Piso elevado; e
  • Fachada.

Em suma, entender o que é retrofit em um imóvel faz todo sentido para o investidor do seguimento imobiliário, pois é um benefício que trará bons retornos tanto para o empreendimento como para o investidor.

 

O que acha de aprender um pouco mais sobre os principais indicadores do mercado imobiliário? Acesse nosso material gratuito e conheça agora mesmo!

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários