Hoje, gostaríamos de compartilhar um estudo disponibilizado ontem (05) pelo Economatica (banco de dados e sistema de análise de investimentos sobre o mercado de capitais das principais economias da América Latina e EUA) a respeito dos fundos imobiliários.

O relatório disponibilizado pelo sistema apresenta dados interessantes, dentre eles o fato de o valor de mercado, volume financeiro e quantidade de cotas terem sido os maiores da história em maio de 2019.

Logo no início do estudo, o Economatica lembrou que, atualmente, são negociados 184 Fiis na B3, sendo 160 no mercado tradicional e 24 no mercado de balcão organizado, e que o valor de mercado dos Fiis no final de maio de 2019 foi de R$ 48,2 bilhões, um crescimento de 7,3% com relação ao final de 2018.

No final de 2010, o valor de mercado dos Fiis era de R$ 7,3 bilhões, o que representa crescimento de 553,9%.

Com isso, o valor de mercado dos Fiis atinge, portanto, o maior valor histórico no final de maio de 2019.

Além disso, outro ponto interessante que vale a pena destacar em relação ao estudo é que o volume financeiro médio em 2019 até o dia 31 de maio consolidado de todos os Fiis do mercado foi de R$ 69,8 milhões/dia, que é o maior valor registrado pelos Fiis historicamente.

Isso demonstra claramente que o aumento percebido do número de investidores em Fiis está contribuindo de maneira direta para o desenvolvimento da indústria, como um todo.

Adicionalmente, o crescimento do volume médio em 2019 com relação ao ano de 2018 foi de 61,3%. No ano de 2010 o volume financeiro médio diário dos FIIs foi de R$ 888 mil/dia.

Contudo, o ponto de maior atenção do relatório, em nossa opinião, foi na comparação entre o Dividend Yield (DY) dos Fiis vs Ações.

Segundo o Economatica, a mediana do DY anual dos Fiis no dia 31 de maio de 2019 foi de 7,43% contra 1,76% do mercado de ações brasileiro (para o cálculo foram consideradas todas as ações e Fiis do mercado em cada data da amostra com dados disponíveis).

Ainda, a mediana do DY entre 2010 e maio de 2019 do mercado de FIIs foi de 8,78% contra 1,77% do mercado de ações.

O Economatica apresentou, também (dentre outros dados), os 20 Fiis com o melhor DY nos 12 meses fechados a 31 de maio de 2019.

É interessante destacar, contudo, que na lista aparecem cinco Fiis que não registraram valor nos 12 meses fechados a 31 de maio de 2018.

Por fim, foram apresentados os Fiis com melhor rentabilidade em 12 meses até 31 de maio de 2019.

Neste sentido, ainda segundo o Economatica, o S F Lima (FLMA11) foi o que teve melhor desempenho nos 12 meses fechados a 31 de maio de 2019.

O Economatica destacou, em relação a esse dado, que “o retorno do Fii considera os reinvestimentos dos proventos recebidos na compra de novas ações do mesmo instrumento”, o que salienta bem a importância do que sempre destacamos aqui acerca da relevância do reinvestimento dos dividendos recebidos por parte do investidor.

Ainda no que tange os dados acima, “a rentabilidade do IFIX nos 12 meses até 31 de maio foi de 15,29%, Ibovespa 26,42%, CDI 6,37% e a Poupança 4,55%”, lembrou o Economatica.

Dito isso, perceba, na última coluna, o prêmio de cada Fii na comparação com o Ifix (principal benchmark da indústria de fundos imobiliários aqui no Brasil).

Lembre-se, contudo, de nunca utilizar apenas um indicador na sua análise de investimentos. Procure sempre entender toda a conjuntura operacional do ativo que esteja estudando antes de aplicar nele o seu dinheiro.

Diante do exposto, ficamos ainda mais convictos a respeito da atratividade dos fundos imobiliários para os investidores que possuem uma visão previdenciária de longo prazo.

Estudos como esse nos motivam a continuar a fazer o nosso trabalho para que, mesmo que modestamente, continuemos a contribuir para o desenvolvimento dessa indústria, que hoje é a categoria de investimentos que mais cresce no Brasil, e que vai continuar a ser durante muito tempo.

Obrigado, Economatica, por compartilhar dados de tamanha importância...

Conte conosco!

Rafael Campagnaro
Rafael Campagnaro Head de Conteúdo

Engenheiro por formação, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado financeiro no FIIs.com.br desde que iniciou no universo das finanças.

Comentários