Rendimentos dos Fundos Imobiliários – Confira algumas razões para investir

Você sabia que com os rendimentos dos fundos imobiliários é possível ter uma renda caindo na sua conta todo mês, livre de impostos?

É isso mesmo, os rendimentos dos fundos imobiliários podem alavancar seus investimentos sem você precisar se preocupar, pois também existe um gestor que fará todo trabalho por você.

Mas, falando a respeito de sua rentabilidade, não é simples de se afirmar quais são os rendimentos dos fundos imobiliários exatamente, e podemos dizer que dependerá, principalmente, do fundo imobiliário analisado e também do período avaliado. Para uma resposta mais direta e simplificada, podemos encontrar fundos que entregam dividendos mensais entre 0,45% e 0,90% ao mês, porém, vai depender do perfil que será analisado.

Como calcular a rentabilidade dos fundos imobiliários

rendimentos fundos imobiliários

A questão matemática é considerada bastante complicada por muita gente, mas não deveria ser, pois entendido o funcionamento dos juros compostos, não há segredo.

Em primeiro lugar, o investidor deve lembrar que em fundos comuns, se você resgata todos os meses o rendimento, isso significa que os novos rendimentos serão sempre computados sobre o principal de sua aplicação.

Logo, com o tempo, a inflação comerá todo o valor de seu principal.

Já nos fundos imobiliários, o investidor usa o rendimento e, mesmo assim, após um ano, ele terá o reajuste de IPCA ou IGPM (nos chamados fundos de “tijolo”, conforme contrato de locação).

Não basta somar os 12 rendimentos mensais dos fundos imobiliários e dividi-los sobre o valor das cotas para saber o retorno do investimento.

Em matemática financeira, tudo é feito à base de juros compostos e, se você realizar os cálculos desta maneira, fatalmente estará partindo de resultados equivocados.

Além disso, você tem que levar em conta o valor da cota no futuro (uma estimativa) para ter seu rendimento levado em consideração em sua integralidade.

Rentabilidade histórica dos Fundos Imobiliários

rendimentos fundos imobiliários

Em relação à rentabilidade histórica dos fundos imobiliários, entre os inúmeros fundos imobiliários disponíveis hoje na bolsa de valores, podemos achar resultados extremamente distintos, mesmo se tratando de produtos de um perfil bastante similar.

A maioria dos fundos imobiliários entregou, ao longo do tempo, uma rentabilidade maior que o CDI.

Mas, ao mesmo tempo, uma parcela considerável deles entregou retornos inferiores aos da renda fixa.

Sendo assim, para quem espera obter um retorno atrativo com fundos imobiliários, será sempre fundamental considerar a qualidade do ativo e também o preço pago pelo mesmo.

Tributação nos rendimentos dos fundos imobiliários

rendimentos fundos imobiliários

As dúvidas sobre tributação de fundos imobiliários são muito frequentes.

Por isso, veja como ela é feita nessa modalidade de investimento:

  • As distribuições são isentas de imposto de renda (IR)
  • A venda de cotas é tributada a 20% sobre o ganho
  • Ganhos em FIIs e perdas em ações não são compensáveis (e vice-versa).
  • Assim como nas ações, se você utiliza mais de uma corretora, o preço médio leva em conta todos seus ativos.

E para declarar é simples:

  • As cotas como bens
  • As distribuições como rendimentos isentos
  • E as operações na ficha de renda variável

Considerações

O investimento em imóveis, seja diretamente, seja por meio dos fundos imobiliários, é uma ótima forma de acumular patrimônio e de multiplicá-lo.

A partir dessas informações levantadas, o investidor já é capaz de calcular o rendimento do seu fundo imobiliário.

Pensando no futuro, os rendimentos dos fundos imobiliários podem ser excelentes e também garantir uma boa valorização do seu investimento.

Rafael Campagnaro
Rafael Campagnaro Head de Conteúdo

Engenheiro por formação, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado financeiro no FIIs.com.br desde que iniciou no universo das finanças.

Comentários