Conforme comunicado a mercado divulgado ontem, 16 de dezembro de 2019, o Alianza Trust Renda Imobiliária (ALZR11) concluiu a aquisição de mais um edifício comercial.

O empreendimento foi adquirido pelo valor de R$ 41 milhões e está localizado na cidade de São Paulo e locado à Editora Moderna, do grupo Santillana, na modalidade de contrato atípico com vigência de 10 anos a partir de 16/12/2019, com valor de locação mensal de R$ 342.000, corrigido anualmente pelo IPCA.

Fundo ainda possui cerca de 45 milhões par realizar investimentos

Após essa nova aquisição, foi informado que ainda restam cerca de R$ 45 milhões em caixa, fruto da 2ª emissão de cotas, correspondente a 17% do patrimônio líquido do fundo.

"Estamos trabalhando para que este saldo seja alocado o mais breve possível, porém não comprometeremos a qualidade ao escolher os ativos, mantendo o foco no longo prazo" destacou a gestão em seu relatório gerencial.

Com relação a taxas cobradas pelo ALZR11, uma vez que a alocação dos recursos desta oferta atingiu 74%, a taxa de gestão passou a incidir também sobre o valor de mercado das cotas integralizadas na 2ª emissão, onde até o limite de 70%, esta cobrança não era devida.

Performance do ALZR11 supera em 2 % o índice de referência dos FIIs - IFIX

No último mês de novembro, acumulando a variação do preço e os rendimentos distribuídos, a cota do Alianza Trust apresentou um retorno total de 5,38%, comparado a 3,38% do IFIX - índice de referência dos FIIs.

Para quem fechou o último dia 16 (ontem) com cotas do fundo, seu pagamento de rendimentos no valor de R$ 0,56 está previsto para o próximo dia 23.

Fundo está caminhando para chegar em novos patamares na distribuição de resultados

Com esses valores citados acima, o rendimento anualizado foi 5,2% sobre a cota no fechamento de ontem (R$ 126,31), 7,1% sobre a cota de R$ 95 (cotistas da 2ª emissão) e 6,7% sobre a cota de R$ 100 (cotistas da 1ª emissão).

Depois do impacto dos resultados no último mês de junho, com 2ª emissão de cotas, o fundo voltar a obter uma nova crescente em suas distribuições.

ALZR11 apresenta 7 ativos em seu portfólio

O fundo está composto agora por sete ativos distribuídos no estado de São Paulo e Rio de Janeiro, estando 100% ocupados através de contratos atípicos.

Desse aglomerado, 48% são galpões logísticos e 52% são edifícios comerciais divididos como mostra a figura abaixo.

No mercado secundário, liquidez obtém crescimento progressivo

As cotas do Alianza são negociadas em bolsa desde janeiro de 2018 e referente ao último mês de novembro, foram apresentados os seguintes números.

  • 100% de presença nos pregões;
  • Volume diário médio de negociação R$ 1,6 milhões;
  • Volume total de negociações R$ 31,5 milhões;
  • Giro de 9,6% das cotas;
  • Valor de mercado: R$ 341 milhões;
  • Variação da cota: + 6,8%.

O número de cotistas continua crescendo, como tem ocorrido em todos os meses desde o IPO. No final de novembro, eram 30.940 cotistas, 9,3% a mais que no mês anterior.

O objeto do ALZR11 é  investir em empreendimentos imobiliários não residenciais (exceto hospitais e plantas industriais pesadas), que atendam os critérios de elegibilidade dos seus ativos-alvo, com a finalidade de locação por meio de contratos atípicos.

É administrado pelo BTG Pactual e sua gestão é feita pela Alianza Gestão de Recursos Ltda.

Atualmente, com cerca de 31 mil cotistas, o fundo possui uma participação de 0,5 no IFIX, ficando entre os 50 fundos imobiliários mais negociados na Bolsa de Valores do Brasil.