O Fundo de Investimento Imobiliário Riza Arctium Real Estate (ARCT11), administrado pelo BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM, divulgou o seu relatório gerencial do mês de junho, em que descreveu seu resultado e rendimento mensal.

No investimento imobiliário do Riza Arctium Real Estate (ARCT11), se tem como foco principal as assimetrias na relação entre os fatores de risco, retorno e liquidez. Nesse sentido, o fundo analisa a “qualidade creditícia do inquilino e a potencial valorização do imóvel, em operações de Sale & Lease Back, Built-to-Suit, Buy to Lease ou ainda Desmobilização Pura”.

No Brasil, se teve um trimestre marcado pelo “abandono de um dos maiores avanços da sociedade Brasileira, o Teto dos Gastos, criado em 2016 e que funcionou como âncora fiscal”, segundo o entendimento do fundo.

Nesse sentido, o ARCT11 se refere ao que seria a oficialização do furo com a aprovação da PEC dos Precatórios. Esse fato, somado a todos os seus artifícios traz um aumento de gastos de +R$107bn para 2022.

Como resultado, o déficit primário de 2022 pode crescer de 0,3% para 1,2% do PIB. A expectativa para o resultado fiscal positivo do ano de 2022, que é de 0,15% a 0,20% do PIB, pode ter sido “desperdiçado” por conta das novidades e notícias em relação ao teto de gastos.

Portfólio do Riza Arctium Real Estate

O ARCT11 aponta que no início do 4° trimestre de 2021 o fundo alocou o restante de caixa do Follow On anterior em 2 novos ativos. Um desses ativos é um conjunto de silos de grãos locado para a Granol em JataíGO. O outro imóvel é do segmento logístico e está alugado para a Aspam Participações.

O fundo lembrar que fechou em outubro uma nova rodada de distribuição de cotas através de uma nova oferta 476. Isso se deu por conta de já ter alocado em imóveis mais de 90% de seu patrimônio líquido e também por possuir um pipeline de novas compras.

Com isso, a tese de investimento do ARCT11 tem a divisão de alocação da seguinte forma:

  • Sale & Leaseback - 99%;
  • Desembolsado - 76%;
  • A liquidar - 23%.
  • CRI - 1%;
  • Caixa - 0%.

Acompanhe um resumo das propriedades do fundo através de uma tabela:

ARCT11 anuncia resultado do mês de dezembro em relatório gerencial

Resultados e rendimentos do ARCT11

Ao final de dezembro de 2021, o ARCT11 atingiu um valor patrimonial da cota de R$ 100,78. Enquanto isso, o valor de mercado da cota é de R$ 104,96. No segundo semestre de 2021, a receita total do Riza Arctium Real Estate alcançou os R$ 13,73 milhões e a despesa de cerca de R$ 998 mil.

Assim, o resultado do fundo no período totalizou R$ 13,28 milhões, mas o rendimento que o fundo distribuiu por cota foi de R$ 7,75, que corresponde a 95% do rendimento total. Desde o início do fundo, se distribuiu R$ 28,05 por cota.

O ARCT11 possui cerca de 2,5 milhão de cotas emitidas e o dividend yield anualizado em 2021 foi de 17,97%. Além disso, o fundo também possui 161 mil metros quadrados de Área Bruta Locável. Com 9 ativos, o fundo possui 100% do seu patrimônio líquido alocado. O último dividendo distribuído pelo Riza Arctium Real Estate foi de R$ 1,70 por cota e se alcançou 8.299 investidores.