O Fundo de Investimento Imobiliário FII BB Progressivo (BBFI11b), administrado pela A BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM, informou ao mercado e aos cotistas nesta quarta-feira (30), através de fato relevante, que não recebeu o pagamento total do aluguel mensal do Banco do Brasil S.A.

Desse modo, o BBFI11b não recebeu totalmente o valor do aluguel que se refere ao mês de junho. Além disso, o Banco do Brasil é o locatário do imóvel Sede I, que se localiza em Brasília.  Assim, por conta de não ter ocorrido o pagamento, a distribuição de rendimentos do BB Progressivo acabou tendo um impacto negativo em cerca de R$ 6,76 por cota.

De qualquer modo, o fundo reitera que a administradora está em contato com a locatária, a fim de tomar as medidas que forem cabíveis e resolver esta situação. O BBFI11b diz que está à disposição para quaisquer esclarecimentos que forem necessários para serem esclarecidos.

Resultados e portfólio do BBFI11b

O BBFI11B é proprietário de 2 imóveis, que é o Centro Administrativo do Rio de Janeiro (CARJ) e o imóvel locado parcialmente para o Banco do Brasil até janeiro de 2025, que é a Sede I. Ao final de abril, a taxa de ocupação do fundo atingiu de 27,8%.

Em seu último relatório gerencial divulgado referente ao mês de maio, o fundo demonstrou seu resultado líquido de abril em cerca de R$ 3,55 milhões. Do mesmo modo, o volume mensal de negociação foi de R$ 10,31 milhões.

A cotação de fechamento do BBFI11b terminou o mês em R$ 2.519,00, e assim, se teve a distribuição de R$ 30,00 por cota em rendimentos. As despesas operacionais foram de mais de R$ 264 mil e as propriedades para investimento totalizou cerca de R$ 3,82 milhões. Acompanhe o histórico de rendimentos do fundo nos últimos meses:

BBFI11B não recebeu o valor total do aluguel do Banco do Brasil

Saiba mais sobre o BB Progressivo

O objetivo do BB Progressivo é obter renda através da aquisição e também gestão patrimonial de forma exclusiva de imóveis que estejam descritos no regulamento do fundo. Nesse sentido, esses ativos seriam destinados para a locação.

O início do BBFI11b se deu no dia 6 de dezembro de 2004 e até o momento foi feito uma emissão. Do mesmo modo, a taxa de administração do fundo é de 3,5% sobre o total da receita mensal.

A área locável do empreendimento CARJ no Rio de Janeiro é de 40.176 metros quadrados, assim como da Sede I em Brasília é de 46.135 metros quadrados. O número de cotistas alcançou a marca dos 7.774 e apresenta 130 mil cotas emitidas até então. O patrimônio líquido do fundo é de cerca de R$327,82 milhões, equivalente a R$2.521,663 por cota.