O‌‌‌ ‌‌‌‌‌‌IFIX‌‌‌‌‌‌ ‌‌fechou‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌última‌‌‌ segunda-feira‌‌‌ ‌‌‌(13)‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ queda de 0,39%,‌‌‌ ‌‌terminando‌‌ ‌‌‌o‌‌‌ ‌‌‌dia‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ ‌‌2.822 pontos.‌‌‌ ‌‌‌No‌‌‌ ‌‌‌acumulado‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌mês‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ junho ‌‌‌e‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌ano‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ ‌‌‌2022,‌‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌variação‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌índice‌‌‌ ‌‌‌é‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ -0,63 ‌‌‌e‌‌‌ -0,08%‌‌,‌‌‌ ‌‌‌respectivamente.‌‌‌ ‌Em resumo, BRCO11 mostra constância nos resultados, enquanto o SDIL11 informa resultados e explica sua alavancagem.

Confira‌‌ ‌‌as‌‌ ‌‌principais‌‌ ‌‌notícias‌‌ ‌‌do‌‌ ‌‌mercado‌‌ ‌‌de‌‌ ‌‌FIIs:‌‌

BRCO11 mostra constância em dividendos 

A Bresco Gestão, gestora do Bresco Logística FII (BRCO11) informou nesta segunda-feira (13) aos seus cotistas, os resultados e rendimentos referentes ao mês de maio. 

Referente ao mês de maio, o dividendo do BRCO11 anunciado para o mês foi, novamente, de R$0,63 por cota. O dividend yield anualizado corresponde a 7,8%. Confira abaixo: 

BRCO11

O fundo segue pagando o mesmo valor de rendimentos desde janeiro de 2022, quando aumentou o valor por cota que estava no patamar de R$0,57 a R$0,60. Desde então, o BRCO11 tem distribuído R$0,63.

Além disso, referente ao mês de maio, o fundo distribuiu cerca de 93% do lucro caixa. No semestre, o BRCO11 acumulou uma distribuição de 91,9% do seu lucro. Pela legislação que rege o setor, o FII deve distribuir no mínimo 95% do seu lucro no semestre. 

Continuidade das reformas

O seu portfólio segue com dois ativos em reformas. O Whirlpool São Paulo teve sua previsão de entrega adiada para junho deste ano, sendo que a reforma do imóvel Bresco Bahia também tem previsão de término para este mês.

De acordo com o relatório do fundo, as reformas modernizarão a estrutura dos ativos, com possibilidade de aumento dos rendimentos do fundo em R$0,02 após o fim das obras. O custo da obra no Bresco Bahia é de R$ 7,2 bilhões, pagos com o caixa do fundo. 

O Bresco Logística FII é um fundo imobiliário do tipo híbrido do segmento logístico. Seus investimentos são ligados à compra e venda de galpões logísticos. Na verdade, o Bresco Logística possui ao todo 11 propriedades. 

SDIL11 mostra resultados e informa sobre alavancagem

A Rio Bravo e Tellus Properties, gestoras do FII SDI Rio Bravo Renda Logística (SDIL11), detalharam em relatório gerencial os resultados do fundo referente a maio. A equipe gestora também explicou a emissão de CRI para pagamento de imóvel do fundo.

Em relação ao mês de maio, o fundo anunciou a distribuição de R$0,76/cota, resultado que está alinhado com as últimas distribuições. O valor distribuído corresponde a um dividend yield anualizado de 9,95%, considerando o preço de fechamento da cota no último dia útil do mês em questão. 

Para o pagamento do  Centro Logístico Contagem, o fundo emitiu um CRI, além de ter concluído as obras de modernização do ativo OnePark. 

Em relação à reforma, o SDIL investiu um total de R$ 39 milhões e que resultou na alteração da classificação do imóvel nas empresas de monitoramento do mercado. 

Após a conclusão da operação do CRI para o pagamento da última parcela do Centro Logístico Contagem houve a elaboração do relatório de rating da operação, ou seja, a avaliação do crédito da alavancagem, considerando principalmente a força do contrato e as garantias. 

O fundo possui alavancagem de 25,66% do seu patrimônio líquido. No total, o SDIL11 emitiu duas séries de CRI nos valores de R$45 milhões e R$115 milhões. Esses valores serão pagos em 12 nos por meio do fluxo de aluguéis do fundo. 

O FII SDI Rio Bravo Renda Logística tem por objeto a realização de investimentos em empreendimentos imobiliários de longo prazo, por meio de aquisição e posterior gestão patrimonial de imóveis de natureza logística e industrial, notadamente galpões logísticos