O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ quinta-feira‌ ‌(17)‌ ‌em baixa ‌de‌ -0,10%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.812,84 pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ ‌junho ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ -0,12%‌ ‌e‌ -1,99%,‌ ‌respectivamente.‌ ‌

Também,‌ ‌o‌ ‌índice‌ ‌‌SUNO30‌‌ ‌fechou‌ ‌em‌ baixa de -0,10% ‌e‌ ‌102,70 ‌pontos.‌ ‌Veja‌ ‌na‌ ‌tabela‌ abaixo:‌ 

fechamento 17/06

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

FLMA11 informa resultados e anuncia a reabertura de hotel 

O FII Continental Square Faria Lima (FLMA11), administrado pela BR Capital, divulgou nesta quinta-feira (17) o seu relatório gerencial de maio, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais, assim como a atualização aos cotistas em relação ao seu portfólio. 

Em relação aos dividendos, o fundo distribuiu R$ 0,40 por cota. De acordo com a BR Capital, esse rendimento equivale a 101,3% do CDI bruto no período. Como complemento, a receita de locação de escritórios do mês de maio, teve um acréscimo de 54% em relação ao mês anterior. Isso se justifica por causa do pagamento de aluguel atrasado de um dos inquilinos seguida de multa. 

Segue na tabela abaixo os resultados do fundo:

FLMA11

A administração destacou que o Hotel Pullman Vila Olímpia ficou com suas atividades suspensas a partir de 27 maio de 2020, em virtude da pandemia do coronavírus, sendo reaberto no dia 4 de novembro. Na verdade, a administradora do FLMA11 ressaltou que mesmo assim, o ativo apresentou “baixas taxas de ocupação por conta das restrições e pela redução nos eventos, treinamentos, viagens e outras agendas corporativas”. 

No gráfico abaixo é possível observar a taxa de ocupação do ativo:

FLMA11

Em 2021, o hotel voltou a suspender suas atividades a partir de 26 de março de 2021 por causa do agravamento da pandemia, “permanecendo fechado durante os meses de abril e maio, e reabrindo novamente no dia 7 de junho”, disse a BR Capital. 

Mudanças burocráticas

A administração do FLMA11 também informou sobre a deliberação relacionada ao agrupamento de cotas do fundo na proporção de 50:1, sendo efetivado a partir do dia 1º de junho de 2021. Houve mudanças também em relação à empresa que prestava serviços de escrituração, no caso, o Banco Itaú, com a finalidade de “reduzir as despesas do fundo e consequentemente aumentar sua rentabilidade”, disse a administradora. 

A administração tem expectativa de aumento do rendimento distribuído tanto pela reabertura do hotel quanto pelos esforços da administradora para redução das despesas e fim da vacância dos escritórios (atualmente com apenas um conjunto vago).

O FII Continental Square Faria Lima é proprietário de 18 conjuntos de escritórios com 10 locatários diferentes no empreendimento Continental Square Faria Lima, localizado na região da Vila Olímpia. Também possui 75% do hotel cinco estrelas Pullman Vila Olímpia.

LVBI11 informa resultados e divulga compra de novo imóvel 

A‌ VBI Estate Gestão de Carteiras,‌ ‌gestora‌ ‌do‌‌ FII VBI LOG (LVBI11),‌ ‌comunicou‌ ‌nesta‌ quinta-feira ‌(17)‌ os resultados do mês de maio. Também, a gestora deu detalhes sobre a compra de novo ativo para o fundo.

O fundo comunicou a distribuição de rendimentos equivalente a R$ 0,56/cota, que foi pago no dia 08/06. Esta distribuição, de acordo com a gestora, “representa um dividend yield de 6,1% sobre o PL do fundo ao final de abril (R$ 110,31) ou, ainda, 6,4% sobre o preço de fechamento das cotas no mercado secundário (R$ 105,45) em 31/05”. 

Confira na tabela abaixo os resultados do fundo:

LVBI11

Além disso, VBI Estate afirmou que o LVBI11 reteve no último mês aproximadamente “R$ 0,09 por cota de resultado distribuível, em função de receitas imobiliárias não recorrentes recebidas no mês”, equivalente a R$ 0,11 por cota do resultado distribuível. 

Durante o mês de maio, finalizou o contrato de locação temporário de 1 módulo do Ativo Itapevi. Certamente, essa devolução terá impacto no resultado-caixa recebido ao longo do mês de junho tendo o mês de maio como competência. “Com essa movimentação, a taxa de vacância física do Fundo ao final do mês de maio era de 1,5%”, disse a gestora. 

Já em relação ao ativo Araucária, o LVBI11 completou 90% da execução da primeira etapa das obras de expansão, adequação e melhorias do empreendimento. Tudo isso estava previsto no contrato de locação com a locatária, a Magazine Luiza. 

Aquisição de ativo para o fundo

No dia 1º deste mês o fundo concluiu a aquisição de 70% do Ativo Aratu. O ativo está localizado na região metropolitana de Salvador-BA, uma das principais capitais do Brasil. A gestão informou que o empreendimento é um condomínio logístico composto por dois galpões desenvolvidos com as mais elevadas especificações técnicas construtivas. 

O imóvel está 55% locado para as empresas Atakarejo, Solística e Infracommerce através de contratos típicos de locação e, o G02 (em construção), que contará com 63.976 m² de ABL e que possui entrega prevista para jun/22, já está 91% pré-locado para a empresa B2W através de um contrato de locação atípico de 10 anos, informou o fundo. 

O valor total da operação é de R$ 196,6 milhões, de forma que o LVBI11 passou a ser titular de ações que representam 70% da companhia Aratulog. 

O FII VBI LOG tem como objetivo a obtenção de renda e ganho de capital por meio de, no mínimo, dois terços do seu patrimônio líquido investido em imóveis ou direitos reais sobre imóveis do segmento logístico ou industrial, bem como indiretamente, através de ações ou cotas de sociedades de propósito específico, cotas de FIIs.

MALL11 informa resultados do mês e segue otimista com seu portfólio

O Malls Brasil Plural FII (MALL11), representado por sua gestora BRPP Produtos Estruturados, comunicou nesta última quinta-feira (17) os resultados do fundo referente ao mês de maio. Além disso, a equipe gestora destacou otimismo na continuidade da recuperação do seu portfólio. 

O Malls Brasil Plural FII é um fundo do tipo tijolo, com foco na obtenção de renda a partir da exploração imobiliária de participações em shopping centers.

A gestora analisou que, embora o cenário de curto prazo ainda permaneça incerto, o NOI dos shoppings demonstra correlação positiva com o aumento dos horários de funcionamento. Na perspectiva da BRPP Produtos Estruturados, “isso indica uma tendência de retomada dos resultados tão logo a situação se normalize”. No mês de maio houve algumas restrições adicionais de horário de funcionamento de alguns dos shoppings do fundo. 

Em relação aos dividendos, o MALL11 gerou um resultado equivalente a R$ 0,43/cota. Porém, o fundo utilizou R$ 0,02/cota da base de resultados acumulada, distribuindo o valor de R$ 0,45 por cota. Confira na tabela abaixo:

MALL11

Por fim, a equipe gestora acredita que por meio da “massificação da vacinação, a geração de caixa dos ativos se restabeleça ao longo do segundo semestre de 2021 e os ativos tenham suas operações normalizadas”.