O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ quarta-feira‌ ‌(22)‌ ‌em alta de 0,11%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.702,50 pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ setembro ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ -1,72%‌ ‌e‌ -5,84%,‌ ‌respectivamente.‌

Também, o ‌‌índice‌‌ ‌‌‌‌SUNO30‌‌‌‌ ‌‌fechou‌‌ ‌‌em‌‌ alta de 0,21%‌ ‌‌e‌‌ ‌98,37 pontos.‌‌ ‌‌Veja‌‌ ‌‌na‌‌ ‌‌tabela‌‌ ‌‌‌abaixo:‌‌

fechamento fiis

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

SNFF11‌ apresenta resultados, aumenta dividendos e faz novas alocações

A‌ ‌‌Suno‌ ‌Asset‌,‌ ‌gestora‌ ‌do‌ ‌‌Suno‌ ‌Fundo‌ ‌de‌ ‌Fundos‌ ‌(SNFF11)‌,‌ ‌informou‌ ‌nesta‌ ‌última‌ ‌quarta-feira‌ ‌(22)‌ ‌os‌ ‌resultados‌ ‌e‌ ‌rendimento‌s ‌referentes‌ ‌ao‌ ‌mês‌ ‌de‌ agosto.‌ ‌Da mesma forma,‌ ‌a‌ ‌gestão‌ ‌explicou‌ ‌seu aumento de dividendos e aproveitou para fazer novas aquisições em meio à desvalorização das cotas dos FIIs.‌ ‌

Em relação à distribuição de resultados do mês, a Suno Asset reforçou que o SNFF11 obteve R$0,70 por cota, mais uma vez, superando o resultado esperado pelo estudo de viabilidade do fundo. A estimativa até então era de R$0,36 por cota. Veja abaixo:

SNFF11

O valor divulgado representa um dividend yield anualizado de 8,91%. As maiores fatias que contribuíram com o resultado do fundo, foi o retorno do ganho de capital e da receita dos fundos de papel. Desta forma, a rentabilidade do fundo tem superado o IFIX e o índice Suno 30, confira: 

SNFF11

Além disso, a renda proveniente das receitas dos FIIs que compõem o portfólio do fundo também superou as expectativas. 

A gestora projetou que, progressivamente, os dividendos dos fundos sejam de fato a parcela maior nos resultados do SNFF11, com ganhos de capital pontuais. 

Movimentação de carteira

A gestão do SNFF11 analisou que o contexto de baixa nos preços das cotas dos FIIs abriu uma janela de oportunidade para novas aquisições. Além disso, o fundo também participou de ofertas pontuais no mercado primário, fazendo boas operações.

Em relação às ofertas, o fundo fez aquisições de cotas do HGLG11, ALZR11 e do SNCI11 - novo fundo de CRI com gestão da Suno Asset. 

Por outro lado, no mercado secundário, o fundo comprou cotas do PVBI11 e JSRE11. A Suno Asset acredita na recuperação do setor de lajes corporativas, por isso adquiriu cotas de fundos do segmento.

O mesmo foi dito sobre o setor de galpões logísticos. O fundo aumentou sua posição em BTLG11 e XPLG11, além de aproveitar a emissão de cotas do HGLG11 para fortalecer sua exposição. Ao todo, 20% do patrimônio líquido do SNFF11 está alocado em FIIs do segmento citado.  

O SNFF11 encerrou o mês de agosto com 90% do seu capital alocado em cotas de FIIs. Confira abaixo a carteira do fundo:

SNFF11

O Suno Fundo de Fundos tem como objetivo investir em cotas de outros fundos de investimento imobiliário.

XPIN11 confirma compra de imóveis do HGLG11

O XP Industrial Fundo de Investimento Imobiliário (XPIN11), representado por sua gestora XP Vista Asset Management, comunicou aos seus cotistas nesta última quarta-feira (22) a compra de novos imóveis para o fundo.  

Foi assinada a Escritura Pública de Compra e Venda com o HGLG11. Os ativos em fazem parte do Edifício Safira do Condomínio Centro Empresarial Atibaia com área construída total de 7.747,33 m², localizado em Atibaia, São Paulo. 

Confira a foto dos ativos:

XPIN11

O preço total de aquisição do ativo foi de R$ 18.185.166,00, com pagamento realizado à vista. 

Além disso, foi pactuado entre as partes que o vendedor realizará o pagamento de prêmio de locação em favor do XPIN11 em 12 parcelas mensais e consecutivas, sendo certo que a primeira será devida no mês de outubro de 2021 e as demais nos meses subsequentes. 

Projeção de retorno aos cotistas

A estimativa da gestão é que os rendimentos totais provenientes do prêmio de locação serão de, aproximadamente, R$ 0,21 por cota nos próximos 12 meses, considerando o número de cotas emitidas pelo fundo até esta data. 

A gestora explicou que a compra atende integralmente à política de investimento constante do Regulamento do Fundo, que destaca a estratégia de comprar imóveis de vocação logística e industrial em localizações relevantes e com especificações técnicas de qualidade. 

Além disso, os valores acima representam uma estimativa para o resultado operacional do ativo no período indicado, não sendo, desta forma, uma garantia de rentabilidade. 

O XP Industrial Fundo de Investimento Imobiliário tem como objetivo a obtenção de renda e ganho de capital por meio da compra de ativos imobiliários industriais ou logísticos. 

XPSF11 divulga resultados e explica a situação do mercado imobiliário

A gestão do XP Selection FoF de FII (XPSF11), detalhou em seu Relatório Gerencial divulgado quarta-feira (22), a performance do fundo no mês de agosto. Desta forma, a gestora XP Vista Asset Management publicou os resultados do FII e descreveu suas operações no mercado de FIIs. 

O fundo comunicou que sua distribuição será de R$ 0,70 por cota. No semestre foi distribuído montante de 99,5% dos lucros apurados segundo o regime de caixa, e 97,2% do resultado acumulado desde o início de 2021. Confira abaixo: 

XPSF11

O XPSF11 encerrou o mês com uma cotação de 84,10 reais por cota “ex-proventos”, com um dividend yield de 9,99% anualizado, e a cota patrimonial atingiu 91,04 reais “ex-proventos”, com um dividend yield de 9,23% anualizado.

Em relação aos investimentos do fundo, a gestora afirmou que mantém parcela preponderante alocada em FIIs de CRIs entendendo que essa estratégia deve mitigar a volatilidade do fundo, dado às estruturas de garantias envolvidas nos ativos finais destes portfólios. 

Até o fim do mês de agosto, o XPSF11 havia alocado 44,9% do seu patrimônio em FIIs de CRIs. O fundo aproveitou o exercício de direito de preferência em oferta primária do FII MCCI11, o qual já estava presente no portfólio. Adicionalmente houve um incremento na alocação de SPVJ11 referente a nova chamada de capital do fundo.

Adicionalmente, neste ambiente de elevada volatilidade, a gestão segue com cautela em relação às novas alocações, buscando encontrar boas oportunidades, as quais podem se traduzir em melhora na relação risco/retorno do nosso portfólio. 

Por fim, acompanhe abaixo todas as operações do mês: 

XPSF11

O XP Selection FOF de FII tem por objeto realizar investimentos imobiliários por meio da aquisição de cotas de outros FIIs.