O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ sexta-feira‌ ‌(25)‌ ‌em queda de -2%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.725,08 pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ ‌junho ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ -3,25%‌ ‌e‌ -5,05%,‌ ‌respectivamente.‌ ‌

 ‌Também,‌ ‌o‌ ‌índice‌ ‌‌SUNO30‌‌ ‌fechou‌ ‌em‌ BAIXA de -1,98% ‌e‌ 99,79‌ pontos.‌ ‌Veja‌ ‌na‌ ‌tabela‌ ‌abaixo:‌ 

fechamento 25-06 bom dia fiis

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

ALZR11 confirma compra de novo imóvel 

A gestão do Alianza Trust Renda Imobiliária FII (ALZR11), informou em fato relevante divulgado na nesta sexta-feira (25), a confirmação de compra de novo imóvel para portfólio do fundo.

A Alianza Gestão divulgou que foram superadas todas as condições precedentes para a realização da aquisição do imóvel de propriedade da Ellece Empreendimentos Ltda, onde se localiza a sede da Pandurata Alimentos Ltda. 

A empresa em questão é do segmento de produtos forneados e proprietária das marcas Bauducco, Visconti e Tommy. 

Desta forma, o ALZR11 confirmou a aquisição definitiva da totalidade do Imóvel, localizado em Guarulhos-SP, sendo assinada a escritura pública de venda e compra e do pagamento do valor de aquisição de R$ 59.000.000,00. O contrato de locação começou sua vigência a partir de sexta-feira (25). 

Por fim, levando em conta a quantidade de cotas atual do ALZR11  acrescida de mais até 2 milhões de cotas da última emissão, a estimativa aproximada é que a nova aquisição tenha impacto positivo de R$ 0,06 por cota por mês. 

O Alianza Trust Renda Imobiliária FII é um fundo imobiliário do tipo tijolo (híbrido), que possui diferentes tipos de investimentos no setor imobiliário. 

MXRF11 demonstra resultados e mostra seus investimentos

A gestão do Maxi Renda FII (MXRF11), detalhou em seu Relatório Gerencial divulgado na sexta-feira (25), a performance do fundo no mês de maio. Desta forma, a gestora XP Asset Management publicou os resultados do FII e descreveu a movimentação de carteira do fundo. 

Em relação aos resultados, o fundo distribuiu R$ 0,07 por cota comunicada no dia 15 deste mês. A distribuição no mês para os detentores de cotas MXRF11 no valor da cota patrimonial (R$ 10,00) representa aproximadamente 261,82% do CDI no período, já livre de impostos, o que equivale a um rendimento de 308,02% do CDI se considerarmos um gross up de 15% de impostos. 

Observe na tabela abaixo os resultados:

MXRF11

Movimentação da carteira do fundo

Em relação aos investimentos em CRIs, a XP Asset seguiu com “a estratégia de reciclagem de portfólio”, com destaques para as vendas dos CRIs GPA e FS Bioenergia. Essas operações trouxeram ganho de capital ao MXRF11 de R$ 1,62 milhão. 

Outras liquidações também resultaram em lucro, tais como os CRIs JCA, Helbor Multi Renda II e BRF no valor total de R$ 82,50 milhões. No book de permutas financeiras o Fundo investiu R$ 1,49 milhão. 

Em relação aos investimentos em FIIs, o MXRF11 integralizou uma nova chamada de capital no FII Succespar Varejo (SPVJ11) no valor de R$ 1,67 milhão. 

Por outro lado, a gestora demonstrou que algumas alocações tiveram o processo de estruturação um pouco mais lento que o esperado. A consequência disso foi que o fundo terminou o mês com um volume de caixa além do desejado. Mesmo assim, “a alocação seguiu muito ativa durante o mês de junho e, entre o final de junho e início de julho espera-se que o Fundo se encontre com volume de caixa próximo a 5%”. 

A gestora também informou que devido ao aumento excessivo do IGP-M nos últimos 12 meses, “o gestor deliberou por alterar o índice de duas operações do IGP-M para o IPCA”. O ativo “afetado” foi o CRI HF Engenharia e CRI Aloés. Veja abaixo os indexadores dos ativos do MXRF11: 

MXRF11

O Maxi Renda FII é um fundo de papel com objetivo de rentabilizar por meio da aplicação de seus recursos em ativos financeiros com lastro imobiliário, tais como CRI, Debênture, LCI, LH e cotas de FIIs.

HCTR11 divulga resultados e movimentação de carteira

O Fundo de Investimento Imobiliário Hectare CE (HCTR11), administrado pelo Vórtx DTVM Ltda e com a gestão da Hectare Capital, divulgou nesta sexta-feira (25) o seu relatório gerencial do mês de maio, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais, assim como a movimentação de seu portfólio.

Em maio, o fundo distribuiu R$1,90 por cota (HCTR11), com um dividend yield de 1,6%. Adicionalmente, o fundo pagou R$ 0,26 por recibo referente ao Direito de Preferência (HCTR13). Diante disso, o HCTR11 fundo recebeu R$ 307 milhões no dia 20 de maio. 

A Hectare Capital informou que este intervalo de tempo entre o recebimento e o término do mês vigente (8 dias úteis) ocasionou em uma maior disponibilidade de caixa em relação a média histórica do fundo. 

Confira na tabela abaixo os resultados com maiores detalhes:

HCTR11

Operações do fundo no mês de maio

O fundo aumentou a posição das seguintes operações que já faziam parte da carteira: 

  • CRI Cemara II Sr. (R$ 4,28 milhões), 
  • CRI WAM Praias Un. (R$ 17,05 milhões), 
  • FII HCHG11 (R$ 24,5 milhões)
  • FII HCST11 (R$ 5 milhões). 

Também foram adquiridas as seguintes novas operações: 

  • CRI Resort do Lago IV Sr. (R$ 6,50 milhões)
  • CRI Resort do Lago IV Sub. (R$ 3,55 milhões)
  • CRI Solaris Sul Sr (R$ 2,18 milhões) 
  • CRI Solaris Sul Sr (R$ 0,77 milhões). 

A gestão também informou que houve ainda o pré-pagamento do CRI RR Sr. (R$ 0,1 milhão) e do CRI Solaris Flowers Sr. (R$ 1,11 milhão), sendo que este último resultou no recebimento de uma multa de R$ 22,25 mil. 

Em relação à carteira de FIIs, os fundos pagaram um total de R$ 405 mil de dividendos. 

No dia 7 de junho encerrou-se a 9ª Emissão de cotas do HCTR11. Foram subscritas e integralizadas 4.345.200 cotas e captado o montante de R$ 504.043.200. 

O FII Hectare CE é um fundo imobiliário que tem como objetivo proporcionar aos cotistas a valorização e a rentabilidade de suas cotas no longo prazo, por meio de investimentos em ativos imobiliários, auferindo rendimentos e ganhos de capital advindos destes.