‌O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ quarta-feira‌ ‌(30)‌ ‌em alta de 0,32%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.754,89 pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ ‌junho ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ -2,18%‌ ‌e‌ -4,01%,‌ ‌respectivamente.‌ ‌

 ‌Também,‌ ‌o‌ ‌índice‌ ‌‌SUNO30‌‌ ‌fechou‌ ‌em‌ alta de 0,34% ‌e‌ 100,68 pontos.‌ ‌Veja‌ ‌na‌ ‌tabela‌ ‌abaixo:‌ 

fechamento 30-06 fiis

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

ARCT11 confirma compra de novo imóvel no nordeste

A Riza Asset Management, gestora do Riza Arctium Real Estate (ARCT11), comunicou por meio de fato relevante nesta última quarta-feira (30), o pagamento da última parcela de novo imóvel. Além disso, a gestão do fundo apresentou os valores e trouxe mais detalhes sobre a nova aquisição. 

No dia 16 do mês de junho, o fundo comunicou a possibilidade de compra de imóvel localizado na Rodovia BR 020 na cidade de Caucaia, no estado do Ceará. 

A compra do galpão foi realizada por meio de uma operação de Sale and Leaseback, pelo montante total de R$ 16,5 milhões.  Na ocasião passada, uma parcela inicial no valor de R$ 9 milhões foi paga pelo ARCT11 à vendedora. 

Como complemento, a administração juntamente com a Riza Asset Management comunicou aos cotistas que foi realizado nesta data, o pagamento da última parcela referente ao saldo restante de R$12.262.532,51, o pagamento foi realizado sob a condição de que a escritura das demais matrículas foram efetivadas.

Por fim, a gestora destacou que o imóvel terá um contrato de locação no formato Built to Suit (BTS) com prazo de locação de 120 meses. O valor do aluguel mensal é de R$ 108.109,85. Além disso, a equipe gestora estima compra do imóvel terá um impacto positivo de R$ 0,07 por cota, “sem considerar o pagamento do prêmio para manutenção da opção de compra”.

O Riza Arctium Real Estate é um fundo de tijolo (galpão) que tem como objetivo de comprar imóveis e alugá-los para o antigo proprietário por um período mínimo de 5 anos.

HTMX11 avisa que não pagará proventos referentes ao primeiro semestre

O Fundo de Investimento Imobiliário Hotel Maxinvest (HTMX11), administrado pelo BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM, divulgou nesta quarta-feira (30) por meio de fato relevante, que não distribuirá rendimentos referentes ao primeiro semestre.

O HTMX11 encerrou o semestre com prejuízo líquido acumulado, em razão, sobretudo, dos aportes pontuais feitos pelo fundo. No primeiro semestre deste ano, alguns empreendimentos receberam aportes do caixa do fundo para realizar a manutenção da saúde dos empreendimentos investidos. Por isso, não foi possivel distribuir rendimentos referentes ao primeiro semestre de 2021. 

Em relação ao próximo semestre, a administradora ressaltou que “enquanto perdurar a atual crise, novos aportes pelo Fundo poderão ser necessários”. Dessa forma, a administra estima que, ao longo do próximo semestre, “o montante total de possíveis novos aportes fique próximo de 0,24% (vinte e quatro centésimos por cento) do atual patrimônio do Fundo”, destacou a administração. 

O HTMX11 se iniciou em 2007 com objetivo de recuperar o mercado hoteleiro da cidade de São Paulo. Além disso, o fundo ressalta que o “aumento na distribuição da renda dos hotéis e a valorização das unidades hoteleiras vêm garantindo ao investidor do Maxinvest uma das melhores rentabilidades do mercado de Fundo de Investimento Imobiliário durante os quatorze anos da sua existência”.

PVBI11 adquire imóvel em região nobre de São Paulo

A‌ VBI Estate Gestão de Carteiras,‌ ‌gestora‌ ‌do‌‌ FII VBI Prime Properties (PVBI11),‌ ‌comunicou‌ ‌nesta‌ ‌quarta-feira ‌(30)‌ a assinatura de compromisso de venda e compra (CVC) de novo imóvel. Também, a gestora deu detalhes sobre a nova aquisição para o portfólio do fundo. 

O PVBI11 assinou CVC para a aquisição de fração do imóvel localizado na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, na Cidade de São Paulo. O ativo consiste em uma torre de escritórios comerciais, denominada por Torre B JK, integrante do condomínio edilício designado “Complexo JK”. 

A VBI Estate informou que a Torre B faz parte de um dos” empreendimentos mais emblemáticos da cidade de São Paulo, totalmente integrado ao Shopping JK, Teatro Santander a e as demais torres do empreendimento”. 

Além disso, o imóvel citado foi desenvolvido seguindo elevados padrões de sustentabilidade e especificações técnicas padrão imobiliário AAA e certificação internacional LEED Gold, contando com 30.630 m² de ABL, destacou a gestora. 

Como será o pagamento do imóvel 

Para aquisição de 20% do ativo, o valor a ser pago é de R$ 184.699.000,00, sendo que a conclusão da aquisição e o pagamento será realizado após a superação de certas condições suspensivas. 

A forma de pagamento será feita da seguinte maneira: 

  • R$ 41.300.000,00 serão pagos com o caixa do PVBI; 
  • R$ 143.400 serão pagos por meio de securitização em duas séries.

Além disso, foi negociado com vendedor uma renda mínima garantida por 36 meses. Desta forma, a aquisição representa um cap rate fixo de 6,5% a.a. e um aumento na receita imobiliária de R$ 0,02/cota ao mês.

O FII VBI Prime Properties é um fundo imobiliário do tipo tijolo, com o objetivo de rentabilizar no mínimo dois terços do seu patrimônio líquido diretamente em imóveis do segmento corporativo ou comercial, cotas de FIIs e cotas de Fundos de Investimento em Participações.