O Fundo de Investimento Imobiliário Devant Recebíveis Imobiliários (DEVA11), administrado pelo Vórtx DTVM Ltda., divulgou nesta segunda-feira (26) o seu relatório gerencial do mês de junho, no qual descreveu seu resultado e rendimento mensal, assim como a atualização de seu portfólio.

O objetivo do Devant Recebíveis Imobiliários (DEVA11) é conseguir rendimentos e ganhos de capital com aplicações em ativos financeiros por meio de lastro imobiliário. Esses ativos se tratam basicamente de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI).

Portfólio do Devant Recebíveis Imobiliários

No mês de junho, o DEVA11 realizou a compra de 5 novos ativos:

  1. Servic: CRI lastreado nos recebíveis de um loteamento que se localiza em Castanhal no Pará, que corresponde a 0,7% da carteira;
  2. Yuca, incorporação vertical residencial se localiza na Vila Madalena em São Paulo/SP e que corresponde a 0,4% da carteira total;
  3. Pulverizado Ourinvest, que é uma operação lastreada na carteira de recebíveis das incorporadoras Helbor e Setim, que representa 0,4% da carteira;
  4. LR Loteamentos, que se localizam em Patos/PB com cotas sênior (IGP-M + 9% ao ano) e subordinada (IGP-M + 14% ao ano), que corresponde a 3% da carteira;
  5. Belle Ville, loteamento em Taubaté/ SP, cota sênior (IPCA + 8% ao ano) e 0,2% da carteira.

A diversificação do Devant Recebíveis Imobiliários por ativo se divide em:

  • 60% em CRIs;
  • 32% em caixa;
  • 8% em FIIs.

Por setor, essa diversificação da carteira do DEVA11 se dá da seguinte forma:

  • Multipropriedade - 33%;
  • Corporativo - 28%;
  • Loteamento - 22%;
  • Shopping - 10%;
  • Incorporação Vertical - 5%;
  • Time Sharing - 2%.

A taxa média ponderada da carteira do DEVA11 que está indexada à inflação e ao CDI ficou praticamente estável, resultando em 10,70% (+inflação) e 5,43% (+CDI). Enquanto isso, a exposição do fundo ao IGP-M cresceu 0,32% e o IPCA variou -0,25%. No total, foram realizadas 40 operações em 8 meses de vida do fundo.

DEVA11 divulga resultado e portfólio do mês de junho em relatório

Resultados e rendimentos do DEVA11

No mês, o DEVA11 distribuiu R$ 1,11 por cota aos detentores do fundo. Esse valor representa um dividend yield de 1,11% e o Dividend Yield Gross Up CDI foi de 424,53%. Além disso, ocorreu também a distribuição de R$ 1,11 por cota aos detentores do DEVA13.

O Devant Recebíveis Imobiliários tem 10.947.069 de cotas emitidas. O número de cotistas chegou a marca de 35.825 investidores. A taxa de administração do fundo é 0,20% ao ano e a taxa de gestão é 1,00% ao ano. A taxa de performance é 10% do que exceder 100% do CDI.

O patrimônio líquido do DEVA11 alcançou a marca de quase R$ 1,094 bilhão. A cota patrimonial do fundo é de R$ 99,94 ao final do mês de junho, enquanto a cota de mercado atingiu os R$ 103,90. O valor de mercado do fundo é de pouco mais de R$ 1,137 bilhão.