FII educacional reporta melhor resultado desde agosto após negociações acima da média

FII RBED11 detém sete ativos e realizou distribuição de rendimentos no valor de R$ 1,45 por cota nos últimos meses.

FII educacional reporta melhor resultado desde agosto após negociações acima da média
FII RBED11 investe no setor educacional - Foto: Freepik

O Rio Bravo Renda Educacional (RBED11) divulgou relatório gerencial em que registrou, em dezembro, o melhor resultado operacional desde agosto, com receita imobiliária de R$ 3,354 milhões e lucro de R$ 3,178 milhões, o suficiente para o FII manter a distribuição de dividendos no mesmo patamar de R$ 1,45 dos últimos meses.

Ao longo do ano de 2023, o FII registrou lucro de R$ 39,159 milhões, o que seria suficiente para um pagamento de proventos de R$ 16,67 – o valor acumulado do período, porém, ficou em R$ 16,20, o que significa que pode haver uma distribuição extraordinária, ainda não anunciada pelo fundo.

O RBED11 é um fundo imobiliário constituído para imóveis corporativos com ênfase no setor educacional. O fundo registrava em 30 de novembro um patrimônio líquido de R$ 337.806.819,90, dividido em sete ativos, nas cidades de Santo André (SP), São Bernardo do Campo (SP), São Paulo (SP), São Luís (MA), Cuiabá (MT), Belo Horizonte (MG) e Betim (MG), com área bruta locável (ABL) total de 102 mil metros quadrados.

Na quarta-feira (10), as cotas do fundo registraram uma movimentação atípica, com negociações passando da casa de R$ 1 milhões, bem acima da média diária de R$ 214 mil. O tema gerou pedido de esclarecimentos pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), mas a gestão disse que desconhecia os motivos pelo número de negociações acima do padrão.

FII RBED11: ações no segundo semestre

No relatório gerencial, a gestão do FII RBED11 destaca que conseguiu realizar reajustes previstos em contrato em cinco dos sete ativos, o que permitiu o incremento de R$ 0,07 por cota na distribuição de dividendos.

Além disso, a conclusão da venda do ativo de Ipatinga (MG) gerou um lucro de R$ 2,4 milhões que foi distribuído ao longo de todo o semestre. Segundo a gestão do fundo imobiliário, a transação foi realizada com valor 12,6% acima do laudo de avaliação do ativo, com TIR de 14,07% a.a.

O fundo informa ainda estar no controle da sua alavancagem, com duas operações de CRI em andamento, referentes aos ativos de Santo André e São Bernardo do Campos, com os pagamentos regularizados e “saldo em caixa que representa mais de 50% do saldo devedor”,

O RBED11 projeta, para o primeiro semestre de 2024, um guidance de distribuição de rendimentos na faixa entre R$ 1,34 e R$ 1,36. O anúncio será feito no último dia útil do mês.

foto: Fernando Cesarotti
Fernando Cesarotti
Editor

Jornalista.

últimas notícias