FII HGRS11 anuncia pagamento de R$ 29,22 por cota e prosseguimento de sua liquidação; veja detalhes

O CSHG Residencial (HGRS11) realizará a amortização total das cotas do fundo, após o recebimento da parcela remanescente da venda dos ativos.

FII HGRS11 anuncia pagamento de R$ 29,22 por cota e prosseguimento de sua liquidação; veja detalhes
HGRS11 anuncia encerramento - Foto: Pixabay

O CSHG Residencial (HGRS11) anunciou que realizará a amortização total das cotas do fundo, após o recebimento da parcela remanescente da venda dos empreendimentos JML 747 e FL 125. Com isso, o fundo será encerrado.

A amortização total das cotas do Fundo será realizada no valor bruto total de R$ 43.774.545,25, equivalente a aproximadamente R$ 29,32 por cota, a qual será paga em 07 de fevereiro de 2024 aos cotistas titulares de cotas do HGRS11 em 31 de janeiro de 2024. 

Segundo a gestora, a amortização será atribuída de forma equânime e proporcional a tais cotistas em relação às suas respectivas posições de investimento.
Por conta da amortização, a administradora solicitará o cancelamento da admissão das cotas do Fundo à negociação no mercado de bolsa organizado pela B3 e, após a finalização dos procedimentos, procederá com a liquidação e encerramento do HGRS11.

Leia mais: FII HGRU11 anuncia novos dividendos para fevereiro

FII HGRS11 vende a totalidade dos ativos

O CSHG Residencial (HGRS11) vendeu o portfólio total do fundo, composto por 43 apartamentos do edifício JML 747 e 67 apartamentos do FL 125 – ambos imóveis na capital paulista.

A operação girou em torno de R$ 233 milhões, valor 42,9% superior ao total investido pela carteira e 14,4% acima do laudo de avaliação dos empreendimentos. 

Desde setembro de 2023, quando concluiu-se a venda dos imóveis do fundo, já foram distribuídos aos investidores R$ 74,90/cota a título de rendimento e amortização parcial.

O HGRS11 tinha por objeto a realização de investimentos de longo prazo em empreendimentos imobiliários localizados no território brasileiro, por meio da participação direta ou indireta em empreendimentos imobiliários que depois de prontos fossem destinados à moradia, serviços de moradia, análogos à moradia, permanente ou transitória, ou hospedagem . 

foto do autor: Vinícius Alves
Vinícius Alves
Jornalista

Jornalista formado na Faculdade Cásper Líbero. Com passagens pela Agência Estado e Editora Globo.

últimas notícias