FII TRBL11 conclui operação de R$ 246 milhões envolvendo venda de dois ativos; veja detalhes

O fundo imobiliário TRBL11 concluiu a venda dos imóveis Multimodal Duque de Caxias e o International Business Park (Pátio BRF).

FII TRBL11 conclui operação de R$ 246 milhões envolvendo venda de dois ativos; veja detalhes
FII TRBL11 venda de ativos - Foto: Pixabay

O fundo imobiliário TRBL11 concluiu a venda dos imóveis Multimodal Duque de Caxias e o International Business Park (Pátio BRF), ambos localizados em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (RJ). Com isso, o fundo recebeu a primeira parcela referente ao pagamento da venda do imóveis, no montante de R$ 44.280.00,00.  

Para formalização da operação, foram assinados a escritura pública de compra e venda para alienação do Multimodal e o termo de fechamento para a transferência da posse do Pátio BRF, tendo em vista a não superação de condições precedentes.

Segundo a gestora, a operação deverá gerar um ganho de capital para o fundo de R$ 64.285.970,25, equivalente a R$ 10,05 por cota, ao final do pagamento das 6 parcelas e desconsiderada a atualização monetária. 

Ao considerar a correção monetária sob as parcelas, baseado nas projeções da Selic do Boletim Focus de 19 de janeiro de 2024, estima-se que, após o pagamento integral do montante Total, o ganho de capital pode chegar a aproximadamente R$ 15,96 por cota, informa o FII. 

A venda dos ativos do TRBL11 foi firmada no dia 29 de agosto de 2023. No início deste mês, a operação foi adiada, pois a formalização de venda do Multimodal ainda aguardava a emissão de guias de impostos e taxas.

Os dois imóveis possuem um total de 96.171 m² de área bruta locável (ABL) e estão 97,9% ocupados. O valor total da operação é de R$ 246 milhões, equivalente a R$ 30,26 por cota, sendo R$ 198.156.910,00 referentes à venda do imóvel Multimodal e R$ 47.843.090,00 à venda do International Business Park (IBP). 

O pagamento do montante total será feito em seis parcelas, sendo uma na forma de sinal, devido após a conclusão das condições suspensivas e a assinatura da escritura definitiva de compra e venda, e as outras cinco parcelas semestrais subsequentes. As parcelas serão corrigidas de acordo com 100% do CDI + 2% a.a. a partir do pagamento do sinal. 

A segunda parcela de R$ 35.670.000,00 (14,5% do montante total), com vencimento no 1º dia útil do segundo semestre de 2024, e as demais quatro parcelas iguais de R$ 41.512.500,00 (67,5% do montante total), com vencimentos sempre no primeiro dia útil dos semestres subsequentes à 2ª parcela.

Vale ressaltar que a transferência de propriedade do Pátio BRF tem como pendência a obtenção de documentos junto à SPU Secretaria de Patrimônio da União, necessários para a formalização da transação. Por isso, foi realizada a transferência da posse ao comprador, por meio de instrumento particular, até que tal documentação seja obtida e assinada.

Leia mais: XPML11 capta R$ 264 mi em fase de emissão e outros fundos preparam ofertas; veja os destaques da semana

Dividendos do TRBL11

Os investidores com papéis do FII TRBL11 fecharão mês de janeiro com rendimentos no valor de R$ 0,75 que serão pagos no dia 15. Somente terá direito aos dividendos quem foi cotista do FII até o final do dia 28 de dezembro.

Os rendimentos do TRBL11 tem um dividend yield de 9,49% nos últimos 12 meses e atingiu um yield mensal de 0,74% em dezembro.

Conheça o FII

A tese de investimento principal do fundo envolve imóveis industriais e logísticos. O fundo imobiliário TRBL11 foi iniciado em novembro de 2012 e seu administrador é a Rio Bravo.

O TRBL11 tem cerca de mais de 64 mil cotistas e um valor de mercado de superior a R$ 600 milhões, fazendo parte da carteira teórica do IFIX.

Tags
foto do autor: Vinícius Alves
Vinícius Alves
Jornalista

Jornalista formado na Faculdade Cásper Líbero. Com passagens pela Agência Estado e Editora Globo.

últimas notícias