Fundo Imobiliário de desenvolvimento divulga primeira oferta de cotas; retorno esperado é de IPCA+12,9%

Fundo Imobiliário de desenvolvimento divulga primeira oferta de cotas; retorno esperado é de IPCA+12,9%
Fundo Imobiliário de desenvolvimento divulga primeira oferta de cotas; retorno esperado é de IPCA+12,9%. Fonte: iStock

MATERIAL PUBLICITÁRIO

O fundo imobiliário Onda Desenvolvimento Imobiliário FII (ONDV11) divulgou ao mercado sua primeira oferta de cotas. O FII pretende arrecadar R$ 56 milhões com IPO na bolsa, com possibilidade de montante adicional de R$ 14 milhões. O fundo está disponível somente para investidores qualificados. 

O preço de subscrição é de R$ 10,45 por cota sendo R$ 5.225,00 o valor do investimento mínimo. 

Os investidores têm até o dia 24 de janeiro para participar da oferta do fundo imobiliário, subscrevendo as novas cotas. O fundo ficará em lock-up por até 12 meses, ou seja, sem negociações na bolsa de valores. 

A equipe do fundo ONDV11 é composta pela gestora CPV Asset, pela consultoria proponente do projeto Onda Invest e pelo consultor técnico Itaim SA.

O intuito do FII é desenvolver ativos que tragam um retorno alvo líquido de IPCA+12% e que estejam em fase de conclusão de obra. É importante reforçar que as projeções de ganho não configuram promessa ou garantia de rentabilidade. 

As projeções de dividendo do FII apontam dividendos de IPCA+ 4,3% ainda em 2024, com progressão a cada ano até o dividendo chegar a IPCA+12,5% em 2034, conforme no gráfico abaixo:

Para entender melhor as projeções de retorno do fundo, confira os detalhes no material completo da oferta.

Mais informações sobre o fundo imobiliário ONDV11

O fundo tem como objetivo investir no mercado de hotelaria e em estúdios residenciais por meio da compra de participação de empreendimentos no último estágio da obra. Com os ativos prontos, as unidades poderão ser locadas ou comercializadas gerando dividendos aos cotistas.

Além disso, o fundo pode gerar dividendos aplicando em títulos e valores mobiliários como CRIs e FIIs de CRI. A renda se originará dos rendimentos distribuídos por estes ativos ou por meio de ganho de capital.

Entre as estratégias de alocação, de R$ 10 a R$ 35 milhões devem ser investidos no empreendimento hoteleiro “IBIS Budget”, na região do aeroporto de Guarulhos, e mais R$ 35 milhões no desenvolvimento de estúdios, conforme pipeline indicativo no prospecto da oferta.

As reservas vão até dia 24/01 e podem ser feitas pelas corretoras:

Também é possível participar da oferta de cotas por meio destas outras corretoras participantes: 

Para saber mais informações sobre a oferta primária do ONDV11, leia o prospecto, clicando neste link.

Esta matéria tem caráter meramente informativo e não se trata de recomendação para a compra de quaisquer valores mobiliários. É recomendada a leitura do prospecto e do regulamento antes de investir, em especial a seção dos fatores de riscos. A isenção do imposto de renda é aplicável apenas para pessoa física e está sujeita às condições legais. Os fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros.

foto do autor: Gustavo Silva
Gustavo Silva

Jornalista com doutorado pela UFMG e produtor de conteúdo da unidade de mídias da Suno. Também trabalha no Suno Notícias e Funds Explorer, fazendo a cobertura de FIIs, Fiagro e FI-Infra.

últimas notícias