Novo fundo imobiliário espera entregar dividendos com retorno de IPCA+12,5% em 10 anos

Um novo fundo imobiliário está projetando entregar um retorno com dividendos equivalentes a IPCA+12,5% até 2034. Veja detalhes.

Novo fundo imobiliário espera entregar dividendos com retorno de IPCA+12,5% em 10 anos
VGIA11 acaba de anunciar um novo pagamento de dividendos. Foto: Pixabay

Um novo fundo imobiliário está em fase de lançamento no mercado, o Onda Desenvolvimento Imobiliário, que será gerido pela CPV Asset e administrado pela Singulare. A tese de investimento desse FII inclui ativos reais, ou seja, imóveis físicos, mas também ativos financeiros com lastro imobiliário.

O intuito desse fundo imobiliário é desenvolver ativos que tragam um retorno alvo líquido de IPCA+12%, e que estejam em fase de conclusão de obra. Além disso, o FII busca gerar retorno com a aplicação em “distressed assets”, que são títulos de empresas ou intuições que estão inadimplentes ou com dificuldades financeiras.

As projeções do FII apontam a entrega de um retorno inicial com dividendos de IPCA+4,3% em 2024, e que pode progredir a cada ano até chegar a IPCA+12,5% em 2034. Veja a distribuição de dividendo esperada no gráfico a seguir:

Tese de investimento do Onda Desenvolvimento Imobiliário

A partir da compra de ativos imobiliários, esse novo fundo imobiliário vai gerar renda com novos contratos de locação ou com a venda.

O Onda Desenvolvimento Imobiliário também poderá investir em títulos e valores mobiliários, fazendo com que a renda seja gerada a partir dos rendimentos pagos por esses ativos ou por eventual ganho de capital obtido com a compra e venda.

Entre as estratégias de alocação, de R$ 10 a R$ 35 milhões devem ser investidos no seu primeiro projeto no empreendimento hoteleiro “IBIS Budget”, que está em fase de desenvolvimento, e se encontra situado na região do aeroporto de Guarulhos.

A expectativa positiva sobre o ativo se baseia nos “resultados expressivos” que a gestão observa no mercado hoteleiro nessa região. Outro ponto destacado é não há outro hotel no segmento do Ibis Budget neste local.

Além disso, de R$ 35 a R$ 70 milhões devem ser usados para desenvolvimento em estágio avançado ou em hospedagem. Esse dinheiro também pode ser investido em FIIs de CRI e CRIs diretamente, visando a alocação de caixa.

Detalhes do FII Onda Desenvolvimento Imobiliário

Em sua 1ª emissão de cotas, o objetivo do FII Onda Desenvolvimento Imobiliário é levantar R$ 56 milhões. Em caso de excesso de demanda, pode haver lote adicional de R$ 14 milhões, totalizando o valor máximo de R$ 70 milhões nesta oferta.

O preço da cota será de R$ 10,45, enquanto o investimento mínimo para começar a investir no FII é de R$ 5.225,00, correspondente a compra de 500 cotas.

A taxa de gestão do fundo imobiliário será de 0,6% ao ano. A taxa de consultoria vai ser de 0,3% ao ano para a Onda Invest e outros 0,3% ao ano para a Itaim SA. Já a taxa de administração será o maior valor entre 0,15% ao ano ou R$ 240 mil.

foto: João Vitor Jacintho
João Vitor Jacintho

Redator profissional, com atuação no mercado editorial na produção de notícias e conteúdos sobre o mercado de ações, criptomoedas, fundos imobiliários e economia popular. Graduando em Engenharia Química pela Unesp, também já trabalhei como consultor financeiro.

últimas notícias