Ontem (31), o fundo Malls Brasil Plural (MALL11) divulgou, via fato relevante, a celebração da aquisição de 25% do Suzano Shopping pelo valor de R$ 77,5 milhões. O empreendimento se encontra na cidade de Suzano, no Estado de São Paulo.

Sobre o ativo Shopping Suzano

Inaugurado nos anos 2000, o Suzano Shopping atende toda a região do Alto Tietê.

O Alto Tietê é uma região localizada no entorno da nascente do rio Tietê. Os municípios da região são Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano, totalizando uma média de 1,5 milhões de habitantes.

Veja alguns dados importantes do imóvel:

  • Possui atualmente 24.058 m² de Área Bruta Locável;
  • Aproximadamente 48.889 m² de área construída;
  • Recebe mensalmente uma média de 800 mil pessoas;
  • Público de grande fluxo atraído pelo seu mix de lojas completo e qualificado;
  • O Shopping conta com mais de 130 operações;
  • Dispõe de um estacionamento com 1.700 vagas;
  • Possui forte ancoragem, com a presença de marcas renomadas como: C&A, Casas Bahia, Lojas Americanas, Renner, Centauro e Kalunga.

O Shopping também dispõe de uma Smart Fit, inaugurada no final do ano passado, onde foi feita a sua última expansão.

Ainda sobre o imóvel, o documento destaca que neste ano ele vem apresentando um baixa taxa de vacância. Veja a demonstração da sua taxa de ocupação em 2019 (% ABL).

Rendimentos futuros com a nova aquisição

A sua administradora (Genial Investimentos) informou que, com esta transação, estima-se um cap rate de 8,0% para os próximos 12 meses.

Neste sentido, "as distribuições futuras de rendimentos estarão sujeitas ao desempenho operacional dos shoppings detidos pelo fundo, bem como à rentabilidade dos ativos financeiros aplicados com os recursos disponíveis em caixa" informou a gestora.

Portanto, considerando a estimativa dos próximos 12 meses de geração de caixa do Suzano Shopping, o resultado da aquisição representa potencial distribuição anual de dividendos bruta de R$ 0,82 por cota.

Contudo, cumpre ressaltar que o fato destacou que a rentabilidade estimada não representa e nem deve ser considerada como promessa, garantia ou sugestão de rentabilidade futura aos cotistas por parte da administradora ou da gestora.