O Malls Brasil Plural FII (MALL11), representado por sua gestora BRPP Produtos Estruturados, comunicou nesta última segunda-feira (12) os resultados do fundo referente ao mês de março. Além disso, a equipe gestora informou a expectativa da gestão em relação à pandemia da Covid-19 e seus impactos no portfólio do fundo. 

Conforme comunicado em fato relevante no mês passado (26), o MALL11 “aumentou sua participação em 1,80% no Boulevard Shopping Feira de Santana”. 

A BRPP informou que o fundo já detinha participação de 28,00% no ativo. O valor da compra foi R$ 5,220 milhões, “representando um cap rate anual de aquisição de 9,70% a.a.”, reforçou a BRPP. 

Os desafios do setor de shoppings

Na verdade, a gestão do fundo demonstrou no relatório gerencial que o primeiro trimestre do ano tem sido muito difícil para o setor de shoppings como um todo.

Principalmente em relação às restrições ao comércio em virtude do aumento do número de internações e óbitos causados pelo coronavírus . 

Em fevereiro, todos os shoppings do portfólio do MALL11 permaneceram abertos e operando, apenas com a limitação nos horários de funcionamento. 

Já em março, foram efetuadas novas restrições de funcionamento de alguns shoppings e no mês de abril, as restrições foram mais agudas para todo o setor, impactando negativamente o fundo. 

Na avaliação da BRPP, o desempenho dos ativos seguiu em março com redução do fluxo de visitantes e volume de vendas. Porém, houve redução na inadimplência, embora ainda esteja em patamares elevados. 

Os resultados do mês de março

Mesmo com todas as dificuldades citadas, o MALL11 foi capaz de “gerar um resultado consistente para o mês de março”, confirmou a BRPP. 

O fundo fará distribuição de R$ 0,45/cota referente a março no dia 15 de abril. Na verdade, o resultado gerado foi de R$ 0,59/cota. Observe na tabela abaixo:

MALL11

Porém, “a gestão reteve aproximadamente R$0,14/cota para que eventuais novas quedas de geração de NOI dos ativos sejam atenuadas”.  Confira abaixo:

MALL11

A estratégia que rendeu lucros ao MALL11

A BRPP ainda destacou que o fundo fez bons resultados por meio de trades de FIIs, superando a marca histórica do MALL11 de R$ 0,15/cota. 

Certamente, as operações no mercado secundário não são o objetivo principal do fundo. Porém, a BRPP afirmou aproveitar “as oportunidades de mercado de gerar valor adicional aos nossos investidores com essa estratégia”. 

A resiliência do fundo

A gestão também aproveitou para tranquilizar os cotistas em relação à capacidade do MALL11 em superar a crise atual. 

A BRPP reforçou que o portfólio do fundo é formado por ativos resilientes com altas taxas de ocupações. Também, o MALL11 possui “garantia de renda mínima em aprox. 35% dos ativos”, o que oferece maior condição de enfrentar esses problemas de curto prazo. 

Conheça o MALL11

O Malls Brasil Plural FII é um fundo do tipo tijolo, com foco na obtenção de renda a partir da exploração imobiliária de participações em shopping centers.

O fundo possui patrimônio líquido de R$794 milhões e tem cerca de 83.014 cotistas, sendo um dos fundos que compõem a carteira teórica do IFIX. 

Para quem deseja investir no MALL11, o preço atual do valor de uma cota é de R$97,29 (valor atualizado dia 12/04), sendo sua taxa de administração de 0,5% a.a. à razão de 1/12 sobre o valor de mercado do fundo.