O Fundo de Investimento Imobiliário RBR Rendimento High Grade (RBRR11), administrado pelo BTG Pactual, divulgou nesta sexta-feira (26) o seu relatório gerencial do mês de janeiro, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais, assim como a atualização de seu posicionamento estratégico de investimentos.

O gestor do RBRR11, que é o RBR Gestão, ressaltou que em janeiro ocorreu o investimento de R$48 milhões no CRI da Exto. A alocação faz parte de uma operação estruturada, e esse CRI da Exto remunera CDI +4%, com o mínimo de 7%.

Além disso, a ideia por trás do investimento do CRI da Exto vem reforçar a estratégia do RBRR11 em alocações com ótima relação risco-retorno, considerando um retorno no médio/longo prazo, sejam indexadas à inflação ou ao CDI.

Atualmente, a exposição do RBR Rendimento High Grade está dividida de forma equilibrada entre os indexadores: 52% no CDI e 48% na inflação. Desse modo, o gestor do RBRR11 considera que o fundo se tornou uma ótima alternativa em um cenário de incertezas, tanto em relação ao patamar da taxa Selic, como também nos indicadores de inflação ao longo de 2021.

Em nota do relatório de janeiro, o gestor afirma estar convicto de que a taxa de performance é a melhor forma de alinhar interesses dos cotistas e do gestor. Para isso, o RBR Rendimento High Grade diz que terá os melhores esforços para manter esse equilíbrio de interesses de ambas as partes.

Gestão do RBRR11

Referente a isso, o RBR Gestão lembrou sobre o fato relevante divulgado neste dia 26 de fevereiro, no qual divulga a renúncia de uma parte da sua taxa de performance para os dois semestres de 2021, sendo assim, uma diminuição da taxa cobrada ao RBRR11.

Sobre as 3 movimentações principais realizadas pelo RBR Rendimento High Grade no mês de janeiro, temos:

  1. Venda dos 2 CRIs Helbor e GPA - R$ 5,4 milhões;
  2. Integralização do CRI Exto - R$48 milhões;
  3. Venda de cotas de CVBI11 - R$ 5,7 milhões.

Vale ressaltar que essa venda de cotas de CVBI11 no valor de R$5,7 milhões foi realizada de acordo com a estratégica tática do RBRR11, o que acabou gerando ao fundo um ganho de capital de R$0,03 por cota durante o mês de janeiro.

O RBR Rendimento High Grade ressalta que a gestão é muito criteriosa na garantia imobiliária das operações. O processo de análise dos ativos envolve os seguintes pontos:

  • Visita aos ativos;
  • Know-how de equipe especializada;
  • Coleta de referência sobre os imóveis;
  • Desempenho técnico;
  • Diligência ambiental;
  • Diligência jurídica.

Cerca de 73% das garantias imobiliárias do RBRR11 estão localizadas no estado de São Paulo. Além disso, 46% dessas garantias estão em regiões Prime de São Paulo, como por exemplo: Faria Lima, Jardins, Pinheiros, etc.

RBRR11 informa resultados de janeiro e estratégias de investimento

Portfólio do RBRR11

Na estratégia principal do RBR Rendimento High Grade, leva-se em conta ativos que tenham:

  • CRIs High Grade com rating RBR mínimo A;
  • Acesso de investidores profissionais nas operações exclusivamente “off-market”;
  • Preferência por originação e estruturação próprias.

Através dessa análise, o RBRR11 tem 88% de sua carteira composta por ativos que estejam de acordo com sua estratégia principal. Na carteira de CRIs do fundo, os 5 maiores posicionamentos são:

  • GT - Banco do Brasil (R$80,9 milhões);
  • Itaim Bibi AAA (R$60,2 milhões);
  • Faria Lima Business Center (R$59,6 milhões);
  • Setin SP (R$50,1 milhões);
  • Exto (R$48,0 milhões).

Na carteira de CRIs o maior posicionamento está no setor imobiliário residencial, com 42%. Logo em seguida vem a laje corporativa, com 29%. Sobre a localização das garantias, cerca de 84% está na região Sudeste, enquanto 11% está no Centro-Oeste e 5% no Nordeste.

RBRR11 informa resultados de janeiro e estratégias de investimento

Resultados e rendimentos do RBRR11

O RBRR11 começou suas atividades em maio de 2018 e acumulou até o mês de janeiro 68.242 cotistas. O patrimônio alcançado é de R$762,44 milhões considerando este mesmo período e são mais de 7,6 milhões de cotas emitidas do fundo.

A receita do mês de janeiro do RBR Rendimento High Grade foi de quase R$5,43 milhões, cerca de 11,23% maior do que o alcançado em dezembro de 2020, quando era de aproximadamente R$4,88 milhões.

A despesa em janeiro foi 1,74% maior que a de dezembro, totalizando cerca de R$656,11 mil e R$644,89, respectivamente. O resultado final do RBRR11 no primeiro mês de 2021 foi de quase R$10,53 milhões, enquanto no acumulado dos últimos 12 meses atingiu-se aproximadamente R$53,02 milhões.

O rendimento distribuído em janeiro de 2021 pelo RBR Rendimento High Grade foi de R$4,58 milhões, que ao final rendeu R$0,60 por cota. Desse modo, o Dividend Yield do RBRR11 foi de 7,93% no mesmo período.