RCRB11 reduz vacância de edifício e resultado pode elevar dividendos de FII; veja detalhes

O fundo imobiliário RCRB11 informou uma redução na vacância do edifício Bravo! Paulista e projetou elevação em seu resultado mensal

RCRB11 reduz vacância de edifício e resultado pode elevar dividendos de FII; veja detalhes

O fundo imobiliário RCRB11 anunciou nesta sexta-feira (2) em comunicado ao mercado a celebração do contrato de locação de imóveis do edifício Bravo! Paulista e que houve uma redução na vacância física, passando de 6,7% para 6,3%, com uma ocupação total de 73,3%.

Diante disso, os dividendos do FII pode ser beneficiado. “A nova locação do Imóvel poderá impactar positivamente o resultado mensal do Fundo em, aproximadamente, R$ 0,01/cota, considerando aluguel e despesas de vacância, ao fim do período de carência e descontos”, disse a gestão.

O FII RCRB11 ressaltou que o contrato de locação terá vigência pelo prazo de seis anos, com início no dia 01 de fevereiro de 2024, tendo o IPCA/IBGE como índice de reajuste de preço. Além disso, o acordo prevê três meses de carência de aluguel, correspondente ao período de obra.

Movimentações da alocação do FII RCRB11

Após a gestão do FFI RCRB11 adotar a estratégia de entregar unidades plug-and-play, em pouco mais de dez meses, a ocupação do Edifício Bravo! Paulista aumentou de 19% para mais de 73%.

O documento destacou ainda que o há outras negociações em andamento para as demais
unidades do portfólio com as mesmas características.

Esta é a 1ª locação do fundo RCRB11 em 2024 e a 14ª só no Edifício Bravo! Paulista desde o ano de 2023, após a definição da estratégia do andar modelo.

Com isso, o documento destacou ainda que as locações do fumo RVRB11 somam 7.827 m² desde o ano de 2023, sendo aproximadamente 3.177 m² só no Bravo! Paulista.

foto: Vanessa Loiola
Vanessa Loiola

Jornalista formada pela PUC-SP e pós-graduanda em jornalismo de dados, automação e data storytelling pelo Insper. Possui experiência na cobertura das editorias de economia, finanças, bolsa de valores, política, setor elétrico, eletromobilidade e entretenimento.

últimas notícias