Conheça as principais aplicações financeiras do Brasil

O grande objetivo de muitas pessoas é conseguir poupar dinheiro e investir em aplicações financeiras que não tenham grandes riscos e sejam rentáveis.

Mas, para que isso ocorra, é necessário conhecer seus objetivos e quais são as aplicações financeiras disponíveis no mercado de investimentos no Brasil.

Atualmente, o mercado de capitais se distribui em diversas formas e maneiras para quem deseja investir. Com isso, se tornou muito mais fácil e acessível fazer um investimento, pois, a aplicações financeiras equivalem a compra de ativos ou títulos de uma empresa ou instituição com a intenção de conseguir uma rentabilidade positiva em um determinado período de tempo.

Principais tipos de aplicações financeiras disponíveis no mercado

aplicações financeiras

De acordo com o Banco Central do Brasil, as aplicações mais comuns no mercado financeiro são a Poupança, o Certificado de Depósito Bancário (CDB) e o Recibo de Depósito Bancário (RDB).

No entanto, existem algumas outras que tem se destacado bastante, devido à suas rentabilidades, segurança e liquidez. São elas:

  • FIIs – Fundos de Investimento Imobiliário

Os FIIs são um tipo bastante interessante e rentável de participar, pois seus rendimentos são oriundos de imóveis físicos ou aplicações de origem imobiliária tais como LCI e CRI.

Semelhante como ocorre com as ações, o capital de um fundo imobiliário é dividido em cotas, que são negociadas em bolsa de valores.

  • Ações

A aplicação em ações dá ao comprador a oportunidade de poder participar dos resultados obtidos pelo desempenho do negócio.

Além disso, os rendimentos oriundos dessa aplicação podem ser tanto da valorização das cotas detidas pelos acionistas quanto pelos proventos pagos ao longo do tempo.

  • Fundos de investimento

Essa modalidade de investimento é gerenciada por um gestor profissional.

O mesmo irá captar recursos de investidores e aplica-los em ações, títulos, e outros tipos de investimentos que o mesmo julgar oportuno e que estejam acordados com a política de investimento do fundo.

Essas informações estão disponíveis no regulamento que cada fundo possui em especial.

  • Títulos do tesouro

Também conhecido como Tesouro Direto, esse investimento financeiro foi criado pelo Governo Federal com o objetivo de financiar as suas atividades.

Sua remuneração se dá através do pagamento de juros mais a devolução do montante principal no final do prazo da aplicação.

Aplicações financeiras – Diversifique seus investimentos

aplicações financeiras

diversificação dos investimentos é sempre a melhor opção para aliar segurança e rentabilidade a uma carteira de investimentos.

Por isso, ao diversificar, é possível construir rentabilidades e prazos que se adequem às metas pessoais de curto, médio e longo prazo, com liquidez diária e não.

Existem inúmeros fatores que afetam papéis e títulos.

Sendo assim, um portfólio diversificado permite proteção em caso de fatores externos e inesperados.

Para o investidor, essa é a alternativa para lidar com a imprevisibilidade atrelada aos cenários econômico e político.

Contudo, antes de começar a diversificar, é importante ter uma parte do recurso para emergências, que servirá como defesa para imprevistos.

Quando não se tem uma reserva, a solução será recorrer a empréstimos, os quais tem juros altíssimos que acabam prejudicando a situação financeira e os investimentos.

Considerações

No mundo dos investimentos, uma escolha ou decisão errada pode acabar com os planos, mas uma decisão correta pode levar os investimentos em uma direção onde o rendimento e a segurança andam juntos.

Em linhas gerais, conhecer as aplicações financeiras antes de investir já é um grande passo para evitar escolhas erradas e frustrações, pois, no mercado financeiro, a chance de acertar é muito maior quando se obtém o conhecimento. Bons investimentos!

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários