Copom – Conheça o órgão que define o valor do seu dinheiro

O Copom foi instituído em 20 de junho de 1996 e é o Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil.

A principal função do Copom é definir as diretrizes da política monetária e a taxa básica de juros (Selic) do País.

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Brasil foi inspirado em um exemplo adotado nos EUA, chamado Federal Open Market Committee (FOMC), e por outro órgão relacionado ao banco central alemão, o Central Bank Council. Com isso, além do Brasil, diversas autoridades monetárias em todo o mundo criaram comitês parecidos para ajustar suas próprias práticas econômicas.

Qual a função da política monetária

copom

Dentro da conjuntura econômica brasileira, a política monetária representa um papel de fundamental importância para o desenvolvimento da estrutura financeira do país.

Mesmo possuindo uma alta parcela de representatividade no dia-a-dia dos brasileiros no âmbito de suas finanças pessoais, muitas pessoas não sabem, de fato, do que se trata a política monetária.

A política monetária nada mais é do que um conjunto de medidas que um governo adota e que visa o controle da oferta da sua moeda (Dinheiro) na economia, ou seja, a sua liquidez.

Dessa maneira, esse tipo de política praticada pelo Estado tem o poder de impactar diretamente a inflação e a taxa de juros de um país. E assim, impactar diretamente a economia.

Composição do Copom

O Banco Central do Brasil coloca que, formalmente, os objetivos do Copom são:

  • Implementar a política monetária
  • Estabelecer a meta da Taxa Selic
  • Analisar Relatório de Inflação

Já os seus cargos são ocupados pelos membros da Diretoria Colegiada do Banco Central do Brasil, e fazem oito reuniões ao ano. Nelas são analisados:

  • A conjuntura doméstica levando em consideração a inflação
  • A atividade econômica do país
  • A dinâmica e reservas internacionais
  • O mercado de câmbio
  • O mercado monetário
  • Outros aspectos

As atas das reuniões são divulgadas uma semana após, cumprindo o objetivo de transparência proposto na criação do comitê.

Copom e inflação

copom

O Brasil possui um sistema de metas para inflação que foi instituído em junho de 1999 pelo Banco Central (BC).

O indicador considerado para mensuração da inflação é o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Com isso, no atual regime de metas, o principal objetivo da política monetária é alcançar as metas de inflação estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional.

Entretanto, se em um determinado ano, a inflação ultrapassar a meta estabelecida, o presidente do Banco Central deverá encaminhar uma Carta Aberta ao ministro da Fazenda.

Essa carta deve explicar as razões do não cumprimento da meta.

Além disso, precisa apresentar as medidas necessárias para trazer a inflação de volta à trajetória predefinida e o tempo esperado para que essas medidas surtam efeito.

Portanto, para manter a inflação controlada, um rigoroso controle sobre o consumo e os preços vem sendo efetuado desde então pelo Banco Central.

Essas medidas fazem o aquecendo ou desaquecendo da economia, através de seu principal instrumento de política monetária: a Taxa Selic.

Considerações

Como vimos, o Copom é um excelente instrumento de controle econômico para o nosso país.

Isso porque suas decisões têm a capacidade de alterar o rendimento de diversos tipos de investimentos.

Portanto, é uma boa ideia acompanhar e entender as decisões tomadas pelo Copom nas reuniões do comitê, principalmente se você investe ou pretende começar a investir.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.

Comentários