Fundo de Fundos – Conheça e entenda esse segmento do mercado de Fiis

No mercado de investimentos imobiliários podemos encontrar vários tipos de aplicações, o qual, dentre as várias temos o fundo de fundos.

Neste artigo, em especial iremos abordar a definição, exemplos e os principais conceitos de um fundo de fundos.

Um fundo de fundos, também conhecido como (FOF) é um tipo de aplicação financeira que reúne recursos de um conjunto de investidores, com o objetivo de obter lucro através da aquisição de cotas de outros fundos imobiliários. O principal objetivo desse investimento é atingir uma grande diversificação de uma maneira relativamente simples.

Esse tipo de fundo pode ser bem interessante para um investidor que não tem muito conhecimento sobre o mercado de fundos imobiliários.

Vantagens de um fundo de fundos

fundo de fundos

De modo geral, esse modelo de investimento traz algumas vantagens para o pequeno investidor. Veja:

A primeira vantagem é a diversificação. Investindo em FOFs o capital vai se dividir em uma variedade de fundos distintos.

Pense comigo. Se você possui muitos imóveis ou participação em muitos fundos imobiliários, com certeza a chance de ficar sem os proventos do aluguel será bem menor não é mesmo.

A segunda vantagem é o baixo custo, se você quiser investir em mais fundos imobiliários será necessário apenas realizar ordens de compra através de sua corretora.

Mais uma vantagem é que os fundos de fundos possuem gestão profissional, contando com o a assessoria de analistas de mercado que buscam as melhores oportunidades.

São estes os profissionais que vão definir em quais fundos serão feitos os investimentos e o melhor disso é que, o custo da contratação destes profissionais é dividida entre os diversos cotistas.

Veja algumas outras vantagens que um fundo de fundos oferece ao investidor:

  • Diversificação de carteira
  • Redução de custos
  • Redução com perdas
  • Ser sócio de imóveis sem burocracia
  • Rendimentos isento de imposto de renda

Desvantagens de um fundo de fundos

fundo de fundos

Podemos dizer que a desvantagem está relacionada ao controle das vendas e compras dos fundos.

Nesse contexto, os gestores tem total autonomia sobre a escolha dos ativos e podem cometer erros. É também importante lembrar que o investidor não tem nenhum poder de decisão sobre a carteira do fundo.

Outra desvantagem diz respeito às taxas. Um FOFs terá a sua taxa de administração e as vezes também uma taxa de performance.

Portanto, fique atento ao aplicar em um fundo de fundos e vejam quais são a taxas que estão sendo cobradas.

Opções Fundo de fundos disponíveis para investir

  • AQLL11 - Áquilla
  • BCFF11 - BTG Pactual Fundo de Fundos
  • BCIA11 - Bradesco Carteira Imobiliária Ativa
  • BPFF11 - Brasil Plural Absoluto Fundo de Fundos
  • CXRI11 - Caixa Rio Bravo
  • FIXX11 - Fator IFIX
  • FOFT11 - Hedge TOP FOFII 2
  • HFOF11 - Hedge Top FOFII 3
  • MGFF11 - Mogno Fundo de Fundos
  • RBRF11 - RBR Alpha Fundo de Fundos
  • TFOF11 - Hedge TOP FOFII

Fundo de fundos – Considerações

Em linhas gerais, poderíamos comparar os FOFs com a LTN (Letras do Tesouro Prefixada).

Entretanto, existem algumas diferenças muito interessantes, sendo a principal a isenção do imposto de renda nos rendimentos dos fofs.

Contudo, para concluir, um fundo de fundos pode ser uma excelente escolha para investidores que não querem se preocupar com analises e oscilações de mercado e desejam obter retornos medianos se acumulando ao longo do tempo.

Marcos Baroni
Marcos Baroni Especialista em FIIs (Suno Research)

Marcos Baroni é especialista em Fundos Imobiliários. Professor há 20 anos em cursos de Graduação e MBA nas áreas de Gestão de Projetos e Processos.

Comentários