Tipos de Investimentos Imobiliários: Conheça os 3 principais



Sem dúvida, investir no setor imobiliário é uma excelente forma para diversificar uma carteira. Além disso, para ajudar o investidor, no mercado existem vários tipos de investimentos imobiliários.

Naturalmente sabemos que por conta da boa valorização e segurança que um imóvel oferece, é muito comum investidores serem atraídos para esse segmento. Portanto, pensando nisso, neste artigo vamos mostrar quais são os tipos de investimentos imobiliários disponíveis para investir.

No geral, seja para construir e vender, alugar, revender ou especular, o setor imobiliário é sempre visto como uma das formas mais tradicionais de investimento no Brasil. Entretanto, ter a condição de comprar um imóvel sabemos que são poucos que possuem essa oportunidade. Mas, é ai que entram os diversos tipos de investimentos imobiliários, que oferecem condições desde o pequeno investidor até àquele que possui maior condição.

Neste post, preparamos um guia básico com características e condições de cada investimento dessa indústria.

Vantagens e benefícios dos investimentos imobiliários

tipos de investimentos imobiliários

Definitivamente, o setor imobiliário é um dos preferidos entre o público que deseja investir seu dinheiro e construir um patrimônio.

Mas isso não é por acaso. Existem diversos fatores que contribuem nessa escolha, tais como:

  • Segurança no investimento;
  • Grande potencial de valorização;
  • Demanda e oferta sempre ativa;
  • Possibilidade de diversificação.

De modo geral, a forma mais tradicional de investir nesse mercado é por meio da construção ou compra direta de um imóvel.

No entanto, também existem algumas outras maneiras de investir em imóveis.

Com o passar do tempo, o desenvolvimento da economia e do mercado financeiro trouxe a oportunidade de novos investimentos para o setor.

Com eles, é possível investir de forma indireta em títulos e ativos ligados a diversos empreendimentos imobiliários, podendo obter:

  • Ganhos em escala;
  • Pouca burocracia;
  • Redução de riscos envolvidos; e
  • Possibilidade de melhores rendimentos.

Desta forma, podemos perceber que o investimento direto em imóveis passa a ser menos atrativo e os ativos financeiros relacionados ao setor ganham força.

Tipos de investimentos imobiliários

tipos de investimentos imobiliários

Basicamente existem 3 formas de investir no mercado imobiliário. São elas:

Compra e venda direta de um empreendimento

Neste caso, o investimento é restrito à investidores com maior potencial, pois exigem grandes quantias.

Ele é feito na base da negociação direta dos imóveis/terrenos, onde o objetivo é obter renda através de alugueis ou valorização do ativo.

Investindo em FIIs – Fundos de Investimento Imobiliário

Os fundos imobiliários são formados por grupos de investidores que investem em empreendimentos imobiliários que não teriam condições de adquirir sozinhos.

Para investir em FIIs é bem simples. Basta ter uma conta em uma corretora de investimentos e adquirir suas “cotas” através da plataforma do home broker.

Atualmente, existem corretoras que possuem taxa zero para esses investimentos. Ou seja, você se torna sócio de grandes empreendimentos, recebe rendimentos mensais isentos de imposto de renda e não paga nada por isso. É incrível!

E tem mais, com menos de R$10 já é possível investir em FIIs com grande diversificação de ativos em seu portfólio.

Títulos de crédito imobiliário

Os títulos de crédito imobiliário são títulos de renda fixa lançados por instituições financeiras, lastreados em créditos imobiliários.

Nesse caso, o comprador do título “empresta” o seu dinheiro para um banco, que utiliza a quantia para financiar a construção e aquisição de ativos imobiliários por terceiros.

Com isso, parte dos juros que o banco ganhará por essa operação é repassado para o investidor como forma de rendimento.

Para este modelo de aplicação, existem três principais títulos no mercado. São eles:

  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI): Títulos emitidos para financiar diretamente empresas do setor imobiliário;
  • Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI): Título do tipo securitizador, que consiste no direito de receber o pagamento dos empréstimos tomados por empresas do setor, como incorporadores e imobiliárias;
  • Letras Hipotecárias (LH): São títulos de renda fixa garantidos por créditos lastreados em hipotecas.

Em linhas gerais, esses diversos tipos de investimentos imobiliários podem ser recomendados para toda classe e perfil de investidores.

No entanto, queremos destacar aqui os FIIs. Essa modalidade de investimento é a que mais cresce no Brasil. Por isso, busque conhecer e não fique de fora desse investimento. Seja você também um investidor de Fundos imobiliários. Bons investimentos!

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários