Os fundos de investimento do Santander são uma forma de investimento que pode contribuir para a diversificação do patrimônio.

Neste artigo, vamos mostrar que nos fundos de investimento Santander existem opções de curto e longo prazo e outras características.

Os fundos de investimentos Santander são fundos através dos quais o patrimônio dos mesmos é gerido pela gestão dessa instituição financeira e, por conta disso, são fundos que normalmente apresentam uma considerável reputação no mercado financeiro, dentro de um contexto geral.

Continue lendo este artigo e saiba quais são as categorias dos Fundos de Investimento Santander e quais são suas aplicações disponíveis para quem deseja começar a investir.

O que são os Fundos de Investimento

fundos de investimento santander

Os fundos de Investimento representam uma modalidade de investimento coletivo onde os investidores juntam seus recursos, afim de obter maiores retornos sob a gestão de analistas financeiros qualificados.

Esse investimento está sendo bastante procurado atualmente por conta de sua alta rentabilidade o seu baixo grau de risco.

No investimento em fundos de Investimento, vale saber que o que você compra não é um fundo em si, mas sim uma cota.

Essa cota é apenas uma fração do valor total do Fundo.

A partir disso, de acordo com o valor que o investidor resolver investir, será definida a sua quantidade de cotas.

O valor das cotas muda diariamente de acordo com diversos fatores, entre eles, a influência do mercado financeiro.

Uma das vantagens em investir em um fundo de Investimento é que não é preciso conhecer muito sobre esse mercado, pois as aplicações são feitas através de profissionais especializados.

Mas por outro lado, sua desvantagem são as taxas cobradas pelo banco ou financeira que administrará o dinheiro.

Sendo assim, é preciso tomar cuidado com alguns tipos de aplicações dos fundos de investimentos para não comprometer a rentabilidade do dinheiro aplicado.

Tipos de fundos de investimento do Santander

fundos de investimento santander

Os fundos reúnem os recursos de diversos investidores e oferecem várias oportunidades para o dinheiro render.

Diante disso, o Santander apresenta muitos tipos de Fundos de Investimento, para curto ou longo prazo, com um grau de risco com baixa a alta volatilidade e opções de investimento com valor mínimo de R$ 100.

Confira abaixo as categorias de fundos de investimento que o Santander oferece:

  • Fundos DI – Considerados de baixo risco, são indicados para a parcela conservadora dos seus investimentos. Acompanham a tendência da taxa de juros.
  • Renda Fixa – Recomendada para buscar retornos diferenciados em cenários de oscilação de juros.
  • Multimercado – Acessa diversos mercados ao mesmo tempo, como juros, câmbio e ações, além de investimentos no exterior. Você tem a oportunidade de se beneficiar em vários cenários econômicos.
  • Estruturados – Tem resultados diferenciados, atrelados à variação de um índice ou ativo nos mercados de ações, moedas, commodities, taxas de juros ou nos mercados internacionais.
  • Cambial – Investimento atrelado à variação de preço de moedas estrangeiras como dólar, euro e outras.
  • Ações – Investimento em operações com ações de empresas negociadas na bolsa de valores de maneira simples e fácil.

Acesse o link e veja as aplicações disponíveis do Santander: Fundos de Investimento Santander.

Considerações

O Santander possui uma gama de investimentos desde o menor ao mais elevado risco.

Contudo, para realizar um bom investimento, é sempre importante analisar bastante aonde será feito e qual será sua modalidade.

Por isso, é interessante lembrar que também há outros investimentos além dos fundos de investimento Santander. Uma dica são os fundos de investimentos imobiliários, acesse esse link e veja essa oportunidade.

Marcos Baroni
Marcos Baroni Especialista em FIIs (Suno Research)

Marcos Baroni é especialista em Fundos Imobiliários. Professor há 20 anos em cursos de Graduação e MBA nas áreas de Gestão de Projetos e Processos.

Comentários