Fundos de renda - Uma excelente forma de obter rendimentos mensais



Os fundos de renda podem ser classificados como fundos seguros devido a sua fonte de renda ser destinada de imóveis físicos.

Também conhecido como fundos de tijolo, os fundos de renda oferecem grande estabilidade e tranquilidade para seus investidores.

Os fundos de renda são uma categoria dos fundos imobiliários e os mais fáceis de ser compreendidos. O gestor compra um ou mais imóveis, alugam essas propriedades e distribuem a renda líquida gerada pelos aluguéis mensalmente aos quotistas. Esse fundo tem um interessante componente de renda fixa uma vez que distribui aluguéis mensais.

O que são fundos de renda

fundos de renda

Os fiis que geram renda são aqueles que compram ou constroem imóveis para alugar.

Através disso, periodicamente os cotistas recebem na conta uma quantia em dinheiro referente aos aluguéis.

No entanto, o principal risco dos fundos voltados para aluguel é o risco de vacância.

Perder inquilinos evidentemente diminui a renda com aluguel, o que impacta nos rendimentos do fundo. Por isso, quanto mais vazio o imóvel, pior.

Entretanto, algumas vantagens dos contratos de aluguel dos imóveis que compõem as carteiras dos fundos imobiliários são:

  • Tendem a ser de longo prazo
  • Inquilinos de alta qualidade
  • Pouco risco de inadimplência

Outro ponto importante sobre os fundos de renda com aluguel é a forma como esse aluguel é calculado.

Alguns pagam um aluguel fixo. Outros pagam uma pequena parte fixa e uma parte maior atrelada às receitas dos locatários.

Tipos de imóveis nos quais os fundos de renda investem

fundos de renda

Como os fiis de renda possuem diversas opções para obter um aluguel, veja quais são os diferentes tipos de empreendimentos que podem ser investidos:

  • Shopping centers: um único shopping center já tem uma grande diversificação de inquilinos. O aluguel é atrelado às receitas das lojas. Por isso, períodos de vendas ruins podem afetar a rentabilidade do fundo.
  • Lajes corporativas: em geral, imóveis de alto padrão alugados para grandes empresas. Alguns fundos investem em vários empreendimentos ou em um único empreendimento alugado para vários inquilinos. Outros investem em um único imóvel com apenas um inquilino. O aluguel, em geral, é fixo e corrigido anualmente pela inflação.
  • Galpões industriais:em geral, de inquilino único, mas nada impede que o fundo invista em vários galpões. Podem ser ocupados, por exemplo, por centros de distribuição de grandes varejistas, indústrias e empresas de logística. O aluguel, em geral, é fixo e corrigido pela inflação.
  • Imóveis residenciais: podem ser bem diversificados, mas os inquilinos têm um pouco mais de risco, por serem pessoas físicas.
  • Agências bancárias: alugadas para bancos. Os fundos de agências bancárias em geral alugam seus imóveis para um único banco. O aluguel é fixo, apenas reajustado pela inflação.
  • Escolas, universidades e hospitais: inquilino único em fundos que, em geral, investem em imóvel único. Assim como nos shopping centers, o aluguel é condicionado à receita do locatário e pode variar.
  • Hotéis e flats: investem em quartos de hotel e flats (condo-hotéis). O aluguel está condicionado às receitas das unidades. Assim, podem ser afetados negativamente em momentos de crise do setor e baixa demanda por esses tipos de acomodação.

Fundos de renda - Considerações

Definitivamente, fundos imobiliários são uma excelente oportunidade para diversificar os investimentos e além disso, obter bons rendimentos.

Atualmente, já são mais de 200 mil investidores que investem nos fiis. Por isso, não fique de fora. Os fundos de renda são apenas um dos vários segmentos que você pode investir nos fundos de investimento imobiliário.

Rafael Campagnaro
Rafael Campagnaro Head de Conteúdo

Engenheiro por formação, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado financeiro no FIIs.com.br desde que iniciou no universo das finanças.




Comentários