O IPCA é uma abreviação do indicador que calcula o Índice de Preços ao Consumidor Amplo.

Para os investidores em geral, conhecer o IPCA deve ser essencial, pois ele influencia em grande parte dos investimentos no mercado financeiro.

Como seu próprio nome já diz, este indicador foi criado para medir a variação de preços do mercado para o consumidor final, como você mesmo, sua família e todos que residem no Brasil. Além disso, é preciso destacar o quanto este índice influencia o mercado financeiro, pois, para quem investe, é extremamente importante acompanhá-lo e entender o que é o IPCA.

Como funciona o IPCA

ipca

Na prática, o IPCA funciona como um indicador do custo de vida dos habitantes do país, e para calculá-lo, são consideradas despesas ligadas aos seguintes setores:

  • Despesas pessoais - Utiliza informações sobre atividades de lazer, fotografia, fumo e outras despesas pessoais.
  • Alimentação e bebidas - Coleta dados sobre preço de panificados, leites e derivados, condimentos, bebidas, carnes, frutas, cereais, açúcares, etc.
  • Saúde - Considera gastos com serviços médicos, dentários, óticos, laboratoriais, farmacêuticos e afins.
  • Artigos para casa - A coleta observa valores de móveis, eletrodomésticos, cama, mesa, banho, consertos, etc.
  • Habitação - Agrega preços de aluguéis, taxas, manutenção, energia elétrica, reparos, entre outros.
  • Vestuário - Abrange valores de roupas femininas, masculinas, infantis, calçados, tecidos e acessórios.
  • Educação - São coletados preços cobrados por cursos, livros e materiais de papelaria.
  • Transporte - Leva em consideração custos com combustível, transporte público e transporte particular.

Atualmente, a população-objetivo do IPCA abrange as famílias com rendimentos de 1 a 40 salários mínimos.

O Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor – SNIPC tem como fonte os residentes nas áreas urbanas das regiões que são:

  • Belém
  • Fortaleza
  • Recife
  • Salvador
  • Belo Horizonte
  • Vitória
  • Rio de Janeiro
  • São Paulo
  • Curitiba
  • Porto Alegre

Além dessas regiões, também contemplam o Distrito Federal e os municípios de Goiânia e Campo Grande.

Qual é a relação do IPCA com a taxa Selic

O COPOM (Comitê de Política Monetária do Banco Central) utiliza o IPCA, entre outros indicadores, para verificar se o governo atingiu ou não as metas de inflação estabelecidas pelo CMN (Conselho Monetário Nacional).

A partir disso, o comitê pode decidir baixar, elevar ou manter a taxa Selic, que é a taxa de juros básica do Brasil.

Quem calcula o IPCA

ipca

O responsável por calcular o IPCA é o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esse índice é calculado mensalmente e a partir dos dados divulgados, também é possível saber qual foi o IPCA acumulado do ano e o acumulado dos últimos 12 meses.

Qual é a relação do IPCA com a inflação

As variações do IPCA são usadas para medir a inflação em um certo período.

Com isso, essas mudanças interferem diretamente nos preços dos itens consumidos no dia a dia.

Além disso, se o IPCA sobe, é bem provável que o consumo de alimentos, educação, transporte e afins tenham ficado mais caros.

Já o contrário disso, é uma indicação de que os preços estão mais baixos em relação ao mês anterior.

Por outro lado, quando o IPCA tem um valor negativo, ocorre a deflação. Ou seja, produtos e serviços ficam efetivamente mais baratos.

IPCA - Conclusão

Em suma, podemos concluir que esse indicador pode fazer uma grande diferença em um planejamento e controle financeiro.

Contudo, além de alterar o poder de compra e mexer no bolso do indivíduo, o IPCA também é importante na hora de fazer um investimento. Portanto, compreendê-lo pode ser um diferencial e tanto na hora de aplicar seu dinheiro.

Marcos Baroni
Marcos Baroni Especialista em FIIs (Suno Research)

Marcos Baroni é especialista em Fundos Imobiliários. Professor há 20 anos em cursos de Graduação e MBA nas áreas de Gestão de Projetos e Processos.

Comentários