Tipos de aplicações financeiras – Guia para começar a investir

Todo investidor que começa a investir quer saber quais são os tipos de aplicações financeiras mais rentáveis e seguras.

No entanto, para obter investimentos seguros, a rentabilidade será menor. Por outro lado, se quer rendimentos atrativos, precisará correr riscos maiores. Por isso, neste artigo vamos mostrar os tipos de aplicações financeiras mais comuns no mercado.

Existem vários tipos de aplicações financeiras que oferecem ótimos rendimentos e ainda são de fácil acesso ao investidor. Contudo, para encontrar a melhor, é interessante que o investidor saiba quais são seus objetivos para não correr riscos desnecessários.

Tipos de aplicações financeiras mais seguros

tipos de aplicações financeiras

Os tipos de aplicações financeiras mais seguros geralmente são os de renda fixa e consequentemente podem ser menos rentáveis.

Porém, um investimento a longo prazo sempre trará bons retornos.

Veja os principais tipos de aplicações seguras disponíveis no mercado:

Letras de Crédito Imobiliário (LCI)

Este é um investimento interessante porque conta com isenção do Imposto de Renda, sendo o título que os bancos emitem quando almejam obter verba destinada a financiamentos do segmento imobiliário.

Letras de Crédito Agronegócio (LCA)

Esse investimento é emitido pelos bancos com o objetivo de financiar participantes que atuam no agronegócio.

A LCA possui isenção de imposto de renda, bem como também é protegida pelo FGC.

Certificados de Depósito Bancário (CDB)

Esta aplicação financeira remunera o investidor que efetua um empréstimo de dinheiro para o banco.

Com isso, o banco faz uso dos recursos que foram captados com o intuito de emprestá-los para outros clientes.

Títulos Públicos (Tesouro Selic)

Este é um investimento de título público, sendo vendido on-line na plataforma de negociação chamada Tesouro Direto.

Por meio desse investimento, o investidor pode efetuar a compra de apenas uma fração de um título, desde que ela não seja inferior a 1% e o preço não seja menor do que R$ 30.

Tipos de aplicações financeiras mais rentáveis

tipos de aplicações financeiras

Fundos de investimento imobiliário

Fundos Imobiliários (FII) são fundos de investimento destinados à aplicação em empreendimentos imobiliários.

Além da aquisição de direitos reais sobre bens imóveis, o investimento envolve títulos relacionados ao mercado imobiliário podendo ser:

O patrimônio dos FII é dividido em cotas, que representam frações ideais de seu patrimônio.

Essas cotas devem ser nominativas e escriturais e, em geral, conferem direitos e deveres iguais a todos os seus titulares (cotistas).

Ações de empresas

Ações são cotas de uma empresa. Quando a empresa é aberta, seu patrimônio é distribuído em diversas cotas, que são distribuídas a investidores que, assim, se tornam seus sócios.

Portanto, ao comprar uma ação, o investidor também se torna dono da companhia. Junto com todas as outras pessoas (físicas ou jurídicas) que detêm ações da empresa.

Ou seja, possuir ações de uma empresa é o mesmo que possuir uma parte dela.

Debêntures

Debêntures é um título de dívida em que seu investimento é um empréstimo para determinada empresa que não seja uma instituição financeira ou uma instituição de crédito imobiliário.

Assim, o investidor se torna um credor da empresa em questão e recebe juros fixos ou variáveis ao final do período acordado.

Definitivamente, podemos concluir que existem tipos de aplicações financeiras para todos os tipos de investidores. Por isso, o que não podemos é ficar sem investir. Bons investimentos!

Marcos Baroni
Marcos Baroni Especialista em FIIs (Suno Research)

Marcos Baroni é especialista em Fundos Imobiliários. Professor há 20 anos em cursos de Graduação e MBA nas áreas de Gestão de Projetos e Processos.

Comentários