Investimentos: 5 razões para você investir em Fundos Imobiliários

Quando pensamos em investimentos no Brasil, fatalmente nos deparamos com os de renda fixa, preferidos pela maioria dos investidores.

A renda fixa é assim chamada justamente por se tratar de investimentos que possuem uma rentabilidade previsível.

Contudo, essa previsibilidade limita, de certa forma, o potencial dos lucros projetados quando comparados a outros tipos de investimentos. Nesse sentido, um investidor que possui na composição de sua carteira, produtos de diferentes segmentos, promovem um potencial de valorização superior aos triviais de renda fixa.

Para você ter uma ideia, os produtos de renda variável, por exemplo, não são necessariamente, de alto risco. Existem investimentos que se enquadram nessa classificação, e que têm um comportamento relativamente estável.

Como exemplo disso, temos os Fundos de Investimento Imobiliário, também conhecidos como FIIs.

O FIIs são grupos fechados formado por investidores que reúnem seu dinheiro com o objetivo de aplicar os recursos em negócios de base imobiliária.

Esse dinheiro é utilizado para comprar ativos imobiliários, tanto imóveis físicos quanto títulos de renda fixa atrelados ao setor imobiliário.

O objetivo principal desse formato é conseguir retorno pela exploração de locação, arrendamento, venda do imóvel e demais atividades do setor imobiliário.

Como atuam os FIIs

Investimentos

Os FIIs são constituídos por cotas. Essas cotas são acessíveis a qualquer investidor que tenha cadastro em uma corretora.

Para ter uma melhor ideia, elas representam a menor fração do patrimônio de um FII e são negociadas no livre mercado da bolsa no Brasil.

Cada indivíduo que comprar cotas de um fundo imobiliário, logo, detém o direito de receber parte do rendimento desse fundo. Esse rendimento é proporcional ao número de cotas que o indivíduo possuir.

Em suma, os resultados de um FII são provenientes dos aluguéis, valorização dos ativos e títulos de recebíveis pertencentes a ele.

Tipos de fundos imobiliários

Atualmente, em um contexto geral, existem cerca de 4 tipos de FIIs, classificados de acordo com os ativos que compõem sua carteira de investimentos. São eles:

Leia também: 

Como comprar cotas de FIIS

Investimentos

A forma de investir em fundos imobiliários é bem parecida com a compra de ações de empresas listadas em bolsa.

Em linhas gerais, é possível comprar e vender cotas através do Home Broker de sua corretora.

Contudo, as cotas dos fundos imobiliários também podem ser adquiridas através das chamadas ofertas públicas, ou IPOs.

A propósito, tais ofertas são anunciadas pelos órgãos competentes, onde é feita a emissão inicial das cotas, por um valor pré-determinado pela administração do fundo.

IPO – Veja quais são os 5 passos para investir em uma Oferta Pública Inicial

Porque investir em FIIs

Segue abaixo uma relação de vantagens e desvantagens dos FIIs quando comparados aos imóveis tangíveis (físicos):

Vantagens FII:

  • Preço acessível
  • Diversificação dos imóveis
  • Investimento em imóveis de alto padrão
  • Isenção de IR (Imposto de Renda)
  • Rentabilidade mensal

Desvantagens FII:

  • Investimento não garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito)
  • Preço da cota varia de acordo com a oferta e demanda de mercado

Fundos de investimento imobiliário são uma excelente opção para o investidor que deseja diversificar sua carteira de investimentos. Por se tratar de bons ativos, são recomendados para a maioria dos investidores, devido o fato de possuírem boa relação de risco e retorno.

Rafael Campagnaro
Rafael Campagnaro Head de Conteúdo

Engenheiro por formação, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado financeiro no FIIs.com.br desde que iniciou no universo das finanças.

Comentários