Antes de falarmos sobre os melhores FII (Fundos de Investimento Imobiliário), devemos lembrar alguns pontos importantes que fazem desse tipo de investimento tão interessante para qualquer perfil de investidor.

Fundos de investimento imobiliário são, por concepção, isentos de imposto de renda em seus rendimentos. Sendo assim, os melhores FII são altamente recomendados para quem pretende gerar renda mensal perene. Mas como avaliar se essa renda é atrativa?

Primeiramente é preciso entender o mecanismo de funcionamento dos melhores FII, e como eles geram renda perene aos seus cotistas. Essa renda são quantias de dinheiro pagas aos cotistas do Fundo em forma de rendimentos, provenientes dos alugueis dos imóveis pertencentes ao fundo imobiliário. Atualmente existem cerca de 160 fundos imobiliários listados na bolsa de valores, contudo, apenas poucos deles são realmente atrativos.

Continue lendo este artigo e descubra quais são eles.

Como identificar os melhores FII

Melhores FII

Para se tornar um cotista de um fundo imobiliário, o investidor deve comprar cotas deste a mercado, impreterivelmente utilizando-se da bolsa de valores para tal.

Para se desfazer dessas cotas, é preciso vende-las para outro interessado. Essa negociação, que ocorre através da bolsa, gera a precificação das cotas à mercado, de acordo com a lei da oferta e procura.

Quando um fundo imobiliário é visto como um bom Fundo para se investir, entregando rentabilidades acima da média do mercado e forma perene, aumenta a procura e consequentemente as compras de suas cotas, fazendo com que o preço destas dispare.

Com o preço mais alto, a cota inicia um processo de supervalorização em relação ao valor patrimonial do fundo e seu dividend yield recua. Obs.: Dividend Yield é a relação entre o valor de rentabilidade pago por cota dividido pelo preço da cota, e é expresso em percentual (%) e a periodicidade comumente usada é a mensal.

Portanto, atualmente existem 3 formas de você investir comprando cotas de um fundo imobiliário. São elas:

  1. Participando de um OPA (Oferta Pública Inicial), que no caso dos FIIs, é representada por cotas
  2. Comprar cotas de um investidor que participou da OPA através do mercado secundário (bolsa de valores)
  3. Participar de uma emissão secundária de cotas. Em geral, os investidores que já possuem cotas têm a preferência.

Em linhas gerais, para quem deseja comprar cotas de um FII que já esteja sendo negociado em bolsa, é de suma importância comparar o preço da cota com o rendimento que ela proporciona.

Quanto rende os melhores FII

Melhores FII

Em geral, investimentos de renda variável precisam entregar rentabilidades mais atrativas que os de renda fixa, senão não faz sentido correr o risco.

O investidor que comparar os FIIs aos fundos de renda fixa, CDBs ou títulos públicos, estará fazendo uma boa correlação. Se a rentabilidade for mais que os investimentos mencionados, pode haver ali uma boa oportunidade.

Na maioria dos casos, os melhores FII rendem algo em torno de 0,7% ao mês. Para saber se esse é um prêmio interessante, basta converter essa taxa mensal para anual, que nesse caso, seria algo em torno de 8,73% ao ano, o que tornam os fundos imobiliários excelentes investimentos.

Rafael Campagnaro
Rafael Campagnaro Head de Conteúdo

Engenheiro por formação, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado financeiro no FIIs.com.br desde que iniciou no universo das finanças.

Comentários