Você já pensou em investir em imóveis, mas desistiu porque não tinha dinheiro suficiente? Neste artigo, vamos lhe apresentar o que é FII, a melhor maneira de investir em imóveis.

Em primeiro lugar, para investir e saber o que é FII, você precisa entender que é uma maneira simples, fácil e segura de aplicar os seus recursos no mercado imobiliário.

Mas afinal, o que é FII? Os fundos de investimento imobiliário (FII) representam um condomínio de investidores, que juntam seu dinheiro em busca de uma finalidade comum. Os recursos destinam-se ao desenvolvimento de empreendimentos imobiliários, tais como construção de imóveis, aquisição de imóveis prontos, ou investimentos em projetos visando viabilizar o acesso a habitação e serviços urbanos, inclusive em áreas rurais, para posterior alienação, locação ou arrendamento.

Estes fundos destinam-se a investidores que procuram imóveis como uma forma de diversificar seus investimentos.

Deste modo, para adquirir parte desse investimento, basta comprar cotas deste fundo.

As cotas desses fundos são registradas na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), podendo ser negociadas em bolsa de valores ou mercado de balcão.

Com base nisso, os FII são comercializados na forma de fundos fechados, que podem ter duração determinada ou indeterminada.

Entretanto, estes fundos devem distribuir, no mínimo, 95% do lucro auferido, apurados segundo o regime de caixa.

Porém, uma vez constituído e autorizado o funcionamento de um fundo, admite-se que 25% de seu patrimônio, no máximo e temporariamente, seja investido em cotas de FII e/ou títulos de renda fixa.

Ainda assim, esta parcela pode ser maior se expressamente for autorizado pela CVM, mediante justificativa do administrador do fundo.

Por outro lado, é importante destacar que, é vedado ao fundo operar em mercados futuros e de opções.

Fundos imobiliários - Como funcionam?

O que é FII

A maneira de aplicar em FII é bem parecida com a compra de ações, já que esse tipo de fundo tem suas cotas negociadas em Bolsa e Balcão.

Deste modo, apesar de parecer com investimentos de Renda Fixa, os FII possuem volatilidade tão alta quanto investimentos variáveis.

Por isso, é possível adquirir as cotas durante as chamadas ofertas públicas ou negociando com outros investidores no chamado mercado secundário.

Nessa linha, essa operação pode ser feita por plataformas de negociação online disponibilizadas por corretoras de valores.

Porém, para que isso ocorra, a instituição financeira lança uma oferta pública de um fundo imobiliário.

Com os recursos conquistados, os FII adquirem imóveis já construídos ou ainda em construção.

Feito isso, o objetivo é alugar ou arrendar esses imóveis para novos locatários, e obter rendimentos com aluguéis e vendas provenientes da valorização dos mesmos.

FII - Rentabilidade

O que e FII

Os FII rendem através de suas cotas negociadas em bolsa, da valorização dos empreendimentos adquiridos e dos rendimentos obtidos sobre os aluguéis.

Vale destacar que apenas o rendimento mensal é isento de imposto de renda.

Porém, o investidor deve ter no máximo 10% do patrimônio do fundo e o mesmo deve compor um mínimo de 50 pessoas físicas como cotistas para que isso ocorra.

Deste modo, é importante destacar que o lucro obtido pela diferença entre o preço de compra e o preço de venda da cota é tributado como uma operação, recolhendo 20% de imposto sobre esse rendimento.

Considerações

Diante do que foi posto, vale ressaltar que o investidor precisa saber o que é FII. Para isso, é fundamental uma boa análise e pesquisa sobre o assunto.

Uma dica é ler os documentos que falam sobre suas características, que são o prospecto e regulamento.

Neles, é possível encontrar detalhes essenciais para uma tomada de decisão assertiva.

Marcos Baroni
Marcos Baroni Especialista em FIIs (Suno Research)

Marcos Baroni é especialista em Fundos Imobiliários. Professor há 20 anos em cursos de Graduação e MBA nas áreas de Gestão de Projetos e Processos.

Comentários