A Renda Mínima Garantida (RMG) é um indicador muito relevante a se considerar na hora de investir em FIIs.

Essa renda mínima garantida consiste em pagar ao investidor um rendimento mensal fixo, no entanto, por um período já estabelecido.

Pela definição, a renda mínima garantida é um rendimento mensal que o investidor recebe por um determinado período de tempo. Normalmente em uma fase pré-operacional do fundo, quando ele ainda não está gerando algum lucro. Essa renda existe porque, dependo do fundo, pode demorar algum tempo até que o imóvel comece a gerar rendimentos.

Distribuição da Renda Mínima Garantida

renda mínima garantida

O valor distribuído como RMG pode ter origem em:

  • Fração do valor arrecadado quando da criação do Fundo
  • Acordo entre a construtora ou empresa e o Fundo

No primeiro caso o fundo apenas distribui dinheiro que os próprios cotistas investiram quando compraram as cotas na Oferta Pública Inicial.

Já no segundo, o fundo pode ter firmado um acordo com a construtora do imóvel ou com possíveis futuros locatários para garantir o pagamento de um certo valor por um período determinado.

Duração de uma Renda Mínima Garantida

A RMG é paga durante um período predeterminado quando da criação do fundo.

Com isso, não necessariamente ela será paga até o imóvel ficar pronto ou o fundo conseguir obter a própria receita.

Portanto, o investidor que deseja comprar cotas de fundos imobiliários que pagam Renda Mínima Garantida deve estar atento ao prazo de duração da RMG.

Também, um fato importante para o investidor a esse respeito, é saber qual a perspectiva de Renda Real para o fundo.

Renda Real de um fundo imobiliário é simplesmente o valor ganho pelo fundo a partir de aluguéis e não de outras fontes alheias ao objetivo do fundo, que é o caso da RMG.

RMG em fundos imobiliários

Renda Mínima Garantida é um rendimento mensal pago por alguns FIIs como forma de remunerar os investidores enquanto o fundo ainda não é capaz de ter renda própria.

Isso acontece devido ao fato desses fundos iniciarem sem possuir um imóvel pronto e que possa ser alugado para gerar renda.

Com isso, para evitar que os cotistas não recebam nada nesse período de construção, o fundo distribui a RMG.

Exemplo de RMG – Renda Mínima Garantida

renda mínima garantida

Esse benefício é elaborado da seguinte forma:

No início, o Fundo Imobiliário capta mais dinheiro do que o necessário, para depois devolver ao cotista um rendimento fixo, durante um período de tempo acordado.

Veja esse exemplo simples:

Vamos supor que um FII precisa de 10.000.000 para construir um Imóvel.

Esse FII lança 1.000.000 de cotas e vai ter RMG de 1 real por cota por mês durante 3 anos (36 meses).

Obs. Os 36 meses é o tempo estipulado para a construção do imóvel.

Logo, o preço por cota se não se houvesse RMG seria:

10.000.000 / 1.000.000 = 10 reais por cota

Entretanto, o preço que a cota do fundo vai custar com a RMG será:

(10.000.000 + 1.000.000 x 36) / 1.000.000 = 46 reais por cota

Logo, o fundo precisa captar R$ 46.000.000 para poder pagar R$ 10.000.000 do Imóvel mais 1 real por cota durante 36 meses.

Renda mínima garantida - Considerações

Para o investidor, é importante observar e ficar atento a fundos que sempre pagam o mesmo rendimento ao longo de muitos meses sem variações. É bem provável que tenha Renda Mínima Garantida.

No entanto, para concluir, é interessante observar caso a caso, pois, a RMG nem sempre é um sinal ruim. Existem fundos que pagam renda mínima garantida com grandes expectativas de desenvolvimento.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários