O Fundo de Investimento Imobiliário BTG Pactual Fundo de Fundos (BCFF11), administrado pelo BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM, divulgou nesta quarta-feira (3) o seu relatório gerencial  de janeiro, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais, assim como a atualização de seu portfólio.

O objetivo principal do BCFF11 é adquirir cotas de outros Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs), além de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), Letras Hipotecárias (LH) e também Letras de Crédito Imobiliário (LCI).

O BTG Pactual Fundo de Fundos destaca o cenário internacional frente a política e economia. Em janeiro iniciou-se o novo governo americano, acompanhado de um Senado com maioria democrata nos EUA. Com isso, espera-se uma maior facilidade da implementação de um novo pacote de estímulo econômico.

Ainda pensando no cenário internacional, o BCFF11 destaca que em janeiro o processo de vacinação se deu de forma acelerada em alguns países como Reino Unido, EUA e Israel, o que traz uma expectativa de um impacto positivo na redução dos casos de infecção nas próximas semanas.

Desse modo, o gestor do BTG Pactual Fundo de Fundos afirma estar atento a estes fatores externos e seus desenvolvimentos, de modo que se possa compreender melhor os efeitos na economia do Brasil, inclusive nos investimentos imobiliários.

No Brasil, BCFF11 ressaltou que a inflação desse período acabou surpreendendo para cima, o que fez com que o Boletim Focus a revisasse em 3,62% para 2021. O gestor diz que o PIB deve passar por uma leve contração no 1º trimestre, com o fim do auxílio emergencial aliado às medidas restritivas referente a circulação de pessoas utilizada para conter o coronavírus.

O BTG Pactual Fundo de Fundos segue otimista com o processo de imunização, recuperação econômica e um ambiente de juros baixos, com uma liquidez crescente referente ao volume negociado de FIIs.

Rendimentos BCFF11

O BCFF11 aumentou seu patamar de distribuição em R$0,03 no mês de janeiro, pagando aos seus cotistas R$0,56 por cota. No mesmo período ocorreu um forte resultado com operações de ganho de capital, que representaram R$0,30 por cota.

A reserva de contingência encerrada no mês de janeiro foi de R$7,7 milhões, que equivale a R$0,38 por cota. Já a renda fixa do BTG Pactual Fundo de Fundos se manteve em linha com o mês de dezembro, com um valor baixo em caixa de R$5,9% do patrimônio líquido.

O BCFF11 destaca o aumento expressivo do FFO nos últimos meses, impulsionado principalmente por conta dos investimentos no FII EZ Tower. O fundo ainda espera mais um aumento do FFO por conta do resultado dos shoppings que compõem o portfólio do BTG Pactual Fundo de Fundos.

Portfólio do BCFF11

A composição da carteira do BCFF11 está distribuída em:

  • 93% em FIIs;
  • 5,9% em renda fixa;
  • 1,1% em CRI e outros.

Além disso, dentro dessa carteira de FIIs do BTG Pactual Fundo de Fundos, podemos destacar as 5 maiores posições, entre elas estão:

  1. EZTB - 9,8%;
  2. RE Prime - 8,3%;
  3. BTLG - 8,0%;
  4. BTCR - 7,2%;
  5. HGRU - 6,3%.

A carteira de ativos 52% na estratégia de ganho de capital e 48% na de renda. O portfólio do BCFF11 ainda se distribui entre diversos segmentos, dos quais os 5 principais são:

  • FII de CRI/CRI - 33%;
  • Comercial - 29%;
  • Logística - 14%;
  • Shopping - 9%;
  • Híbridos - 5%.

BCFF11 anuncia rendimentos e carteira do mês de janeiro

A receita do BTG Pactual Fundo de Fundos no mês de janeiro foi de mais de R$14,65 milhões. As despesas do fundo foram aproximadamente R$288 mil. O resultado líquido do mês de janeiro foi de R$11,98 milhões.

O BCFF11 iniciou suas atividades no dia 7 de janeiro de 2010 e já acumulou um valor de mercado de R$1,89 bilhões. Além disso, apresenta 262.645 cotistas e mais de 20,56 milhões de cotas emitidas. O valor patrimonial por cota encerrou o mês de janeiro em R$84,7.